Kaká pede paciência com o Real e diz: Brasil estará pronto para Copa 2018

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Paulo Whitaker

    Meia espera disputa a Copa América de 2016 pela seleção brasileira

    Meia espera disputa a Copa América de 2016 pela seleção brasileira

Eliminado da Copa do Rei, o Real Madrid luta para terminar a temporada com os títulos do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões da Europa. Mas se não for campeão, não deverá ser criticado.

A opinião é de Kaká, que defendeu a equipe entre 2009 e 2013. Em entrevista ao jornal esportivo espanhol Marca, o brasileiro apontou como "inveja" e "pressão da imprensa" as críticas recebidas pelo clube espanhol diante de eventuais insucessos.

"(O Real Madrid) tem a responsabilidade de fazer tudo bem a cada ano. Se não ganha, sempre falam de fracasso, mas o Real Madrid vive assim pela inveja, pela pressão da imprensa. E acredito que, se passar um ano sem ganhar nada, mas se tiver crescimento, se formar um bom grupo para a temporada seguinte, então devem se valorizar as coisas, não só os títulos", opinou o meia, que vê como natural a pressão da torcida sobre os jogadores do time.

"Entendi que é assim no Real Madrid. Aconteceu comigo porque não pude alcançar as expectativas que havia sobre mim, e entendi as queixas da torcida. Os quatro anos que vivi no Real Madrid foram muito bons, ainda que os resultados que esperavam de mim não foram os que eles e eu esperávamos", acrescentou.

No Campeonato Espanhol, o Real Madrid é o terceiro colocado, com 78 pontos em em 34 jogos – Barcelona e Atlético de Madri têm 79 pontos cada um. Já na Liga dos Campeões, enfrenta o Manchester City por uma vaga na final, contra Bayern de Munique ou Atlético de Madri.

Para Kaká, se quiser chegar ao título, o Real deve passar por adversários duros. "Nas semifinais, já não há um rival mais fácil que o outro. Não há um favorito para esta edição (da Liga dos Campeões), mas espero que o Real Madrid possa chegar a outra final", declarou.

Seleção brasileira "vai estar pronta"

Ao longo da entrevista, Kaká foi questionado a respeito da seleção brasileira. E mesmo em baixa na equipe do técnico Dunga, o meia do Orlando City aposta que o Brasil estará pronto para disputar a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

"É um processo lento pelo qual estamos passando. Não vamos dizer, na próxima partida que ganharmos, que a seleção voltou. Para a próxima Copa do Mundo, o Brasil vai estar pronto. Ganhar a Copa América (2016) seria um grande passo, mas precisamos de paciência. Em maio, sai a lista de convocados, e espero poder estar no torneio", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos