Zagueiro Yago, do Corinthians, é pego em exame antidoping

Guilherme Costa

Do UOL, em São Paulo

O zagueiro Yago, do Corinthians, foi pego em exame antidoping realizado após a partida do Corinthians contra o Santos, no dia 6 de março, pelo uso de um anti-inflamatório. A informação foi divulgada pelo próprio clube por meio do médico Joaquim Grava, depois da eliminação no Campeonato Paulista contra o Audax neste sábado (23).

"Vim comunicar a vocês que durante a semana nós recebemos uma comunicação da FPF (Federação Paulista de Futebol) sobre o atleta Yago, que durante uma prova do exame antidoping teve constatado um medicamento na urina. Estamos aguardando a contraprova", disse o médico.

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, também falou sobre o caso. "O medicamento foi prescrito pelo departamento médico do Corinthians e consta da súmula do jogo". 

Segundo o clube, Yago foi pego no antidoping por uso de um medicamento usado antes do jogo contra o Santos, no dia 6 de março, para tratar uma inflamação no joelho. O clube ainda disse que o medicamento foi relatado na súmula.

"O medicamento é utilizado normalmente. Depende da via que você utiliza. Existem várias jurisprudências de jogadores que usaram, mas temos de aguardar a abertura da contraprova. Não é nenhum tipo de droga", explicou o médico.

Trata-se da substância betametazona. "É um medicamento que você usa durante a atividade diária", comentou.

"Isso aconteceu antes, e não só no futebol ou no Brasil. É uma conduta que está dentro da lei. O departamento médico vai ter de responder perante as leis da antidopagem. O clube é isento. O atleta é isento. A responsabilidade é toda minha", ressaltou.

Joaquim Grava informou que o medicamento foi administrado na segunda ou terça-feira que antecedeu o jogo, e foi feito devido a uma inflamação no joelho.

O médico ainda exaltou que "não se trata de um medicamento tomado para a melhora de performance". "Peço a compreensão de vocês: não estamos falando de um atleta dopado ou que tenha tomado uma substância em busca de uma melhora de performance. Ele tomou uma medicação que é comum no esporte, mas que foi identificada por uma questão de legislação e do perfil da administração", completou.

O resultado da contraprova deve ser divulgado na primeira semana de maio. Se der positivo, o Yago é suspenso preventivamente até o julgamento.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos