Por Jorginho, Cruzeiro pode até esperar final do Campeonato Carioca

Bruno Braz, Rodrigo Mattos e Thiago Fernandes

Do UOL, no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte

  • Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

    Técnico Jorginho é só alegria nesta temporada no comando do Vasco

    Técnico Jorginho é só alegria nesta temporada no comando do Vasco

Os empecilhos para acertar a contratação de Abel Braga fazem com que Jorginho, finalista do Campeonato Carioca com o Vasco, seja o principal alvo do Cruzeiro. A situação do treinador, no entanto, é muito complicada. Cheio de moral com Eurico Miranda, presidente do clube da Colina, o técnico tem contrato até o fim do ano, o que demandaria o pagamento de uma multa. Os mineiros estão dispostos a conversar e até a esperar a decisão do Estadual para alinhavar as tratativas.

A equipe de São Januário enfrentará o Botafogo na decisão do torneio regional e o treinador descarta qualquer conversa antes da finalíssima, marcada para 8 de maio (domingo). Ele, no entanto, não fecha as portas da Toca da Raposa II.

"Sou profissional. Mas meu foco hoje está no Remo (pela Copa do Brasil) e no Botafogo (pelo Campeonato Carioca). Só isso", disse durante um evento realizado nesta segunda-feira (25), no Rio de Janeiro.

Os grandes obstáculos para tirar Jorginho do Rio de Janeiro são o contrato vigente e o apreço de Eurico pelo treinador. A diretoria do Cruzeiro, entretanto, não tem pressa pela contratação de um técnico. O vice-presidente de futebol Bruno Vicintin concedeu entrevista coletiva nesta tarde e preferiu não citar nomes, mas revelou que está disposto a esperar pelo sucessor de Deivid:

"Não existe nem um principal alvo. A gente não comenta para não especular. A gente vai analisar os nomes disponíveis no mercado. Se for nome que estiver disponível no mercado, a gente vai tomar uma decisão mais rápida. Se for um nome que estiver disputando as finais dos estaduais, a gente vai esperar mais um pouquinho", afirmou.

Caso o novo comandante só seja definido ao término dos estaduais, o Cruzeiro passará a ser dirigido interinamente por Geraldo Delamore, que assumiu o posto de auxiliar fixo da comissão técnica com a efetivação de Deivid, no início do ano.

JORGE SAMPAOLI OFERECIDO
Outro nome que apareceu na pauta do Cruzeiro foi o do argentino Jorge Sampaoli. Campeão da Copa América pelo Chile, o treinador sempre esteve entre os prediletos de Gilvan de Pinho Tavares. A admiração do presidente pelo treinador vem desde dezembro de 2014, quando precisou contratar um substituto para Celso Roth.

Entretanto, o salário pedido por sua comissão técnica assusta a cúpula. Ele aceitaria se mudar para o Brasil para receber cerca de R$ 1 milhão – valor considerado fora dos padrões do futebol brasileiro. Este seria um dos motivos para a diretoria preferir Jorginho ao ex-comandante de La Roja. O vice de futebol também se pronunciou sobre a possível contratação de um gringo para o cargo:

"Possibilidade sempre existe, mas a princípio, a gente deve buscar um nome nacional. Tem um ou outro nome estrangeiro que interessa", afirmou Bruno Vicintin.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos