Contratação de destaque do Audax expõe força de Cuca no Palmeiras

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Cuca já comandou dez mudanças no elenco do Palmeiras em menos de 50 dias

    Cuca já comandou dez mudanças no elenco do Palmeiras em menos de 50 dias

Duas contratações, seis saídas e duas promoções de jogadores em pouco mais de 20 dias. Todas realizadas após pedidos e determinações do técnico Cuca, que lidera a reformulação do elenco montado pelo diretor Alexandre Mattos desde dezembro de 2014.

Após a chegada de Cuca, dia 14 de março deste ano, porém, as mudanças no clube passaram a ser idealizadas pelo treinador e colocadas em prática pelo dirigente. Na noite desta quinta-feira, o clube acertou a contratação do meia/lateral Danilo Tche Tche, destaque do Osasco Audax, finalista do Paulistão -- o atleta se apresentará depois das decisões contra o Santos (último jogo será dia 8 de maio).

A negociação foi iniciada após uma solicitação de Cuca. "Respondo desde o dia que cheguei em diante. Eu gosto e sei fazer montagens. Tenho apoio aqui do Alexandre, do presidente, e sei que essa montagem traz algum desconforto. É o natural do futebol", disse o treinador na última quarta-feira.

Para trazer Tche Tche, jogador que marcou um gol na semifinal contra o Corinthians, o Palmeiras agiu rápido e superou rivais, como o próprio clube corintiano e o Santos. O jogador tem contrato por mais duas semanas com o Audax -- isso facilitou a ação de Mattos.

Jogadores com perfil de Cuca

O perfil de Tche Tche, além disso, agrada a Cuca, que sempre dá preferência a jogadores versáteis e rápidos. Essa é, inclusive, a nova linha de trabalho a ser implantada pelo treinador nos próximos dias, até a estreia no Campeonato Brasileiro, no próximo dia 14.

Fabrício, por exemplo, emprestado ao Palmeiras pelo Cruzeiro, em uma troca dupla, também atua como lateral e meia -- no Palmeiras, ele desempenhará papel importante no meio-campo, como Cuca idealizou.

Na transação, o Palmeiras acertou o empréstimo do lateral Fabiano, que também pode jogar na zaga, como fez na Chapecoense, em 2014. Na troca, Robinho e Lucas deixaram o clube paulista.

Mais quatro atletas deixaram o time: o meia Fellype Gabriel, cujo contrato foi rescindido, além do zagueiro Nathan, do lateral direito Lucas Taylor e do lateral esquerdo Victor Luiz, todos emprestados a outras equipe -- os dois primeiros ao Criciúma e o último ao Botafogo. 

"É o natural do futebol, se não encarar a estrada como estamos encarando você não sai do lugar. O que vai responder pelo certo ou não é o resultado final", disse Cuca, que ainda decidiu promover dois jogadores da base (o zagueiro Augusto e o meia Vitinho).

Cuca ressaltou ainda a importância do período sem jogos. O tempo livre ajuda o treinador a pensar na montagem do time e trabalhar os aspectos tático, técnico e físico. O elenco fará parte da preparação fora da capital paulista, também por determinação do técnico.

"Tenho pensado em montar meu time agora. Temos a confiança de estar fazendo a coisa certa, mesmo que não agrade todo mundo. Montagem não agrada a todos, mas o importante é ter convicção do que está fazendo. E a gente tem", finalizou Cuca.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos