Único titular que não marcou no Corinthians sonha em desencantar na hora H

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Mauro Horita/AGIF

    Bruno Henrique não marca pelo Corinthians desde a goleada por 6 a 1 sobre o São Paulo em 2015

    Bruno Henrique não marca pelo Corinthians desde a goleada por 6 a 1 sobre o São Paulo em 2015

Dos jogadores de linha mais usados por Tite na temporada 2016, Bruno Henrique é o único que não foi às redes nesta temporada. Encarregado do trabalho sujo no meio-campo, como o volante mais recuado, ele falou nesta sexta-feira sobre a expectativa de marcar o primeiro gol. Quem sabe, frisou Bruno, no jogo decisivo diante do Nacional-URU na quarta que vem. 

"A gente sempre fica na expectativa. É muito bom fazer gol e estou tentando chutar. A bola está saindo um pouco, nem sempre do jeito que eu já acertei. Eu treino cada vez mais forte, sempre pensando em melhorar e uma hora eu vou acertar. Tomara que quarta-feira, se tiver oportunidade, que acerte o gol também para crescer. Tomara que quarta eu acerte o pé", analisou Bruno. 

Depois de chegar ao Corinthians como um volante de saída, ele foi adaptado para jogar como o primeiro meio-campista da equipe de Tite, o que diminuiu as possibilidades de se aproximar da área adversária e finalizar a gol, por exemplo. Mesmo assim, no sábado passado diante do Audax, foi responsável pela jogada concluída por André que determinou o empate em 2 a 2. 

"Há jogos em que eu fico um pouco mais, há jogos que vou um pouco mais. O Tite sempre trabalha assim", lembrou Bruno, que admitiu a decepção por não ir até a decisão do Paulista. "O jogo com Audax já passou. Foi uma desclassificação que doeu bastante e nós não esperávamos. O Audax faz um grande campeonato e é uma das poucas equipes que jogou de igual para igual na Arena, fez um jogo jogado igual o nosso. Já passou e aprendemos com erros que tivemos". 

Quanto a próxima partida contra o Nacional, que decide a classificação às quartas de final, Bruno Henrique definiu o necessário para o Corinthians ganhar e seguir. "É fazer o que a gente vem fazendo dentro de casa. Temos um retrospecto muito bom de de jogar, pressionar, de fazer o que temos feito. O jogo mais importante do ano até agora. Fizemos um bom resultado fora, mas foi um jogo muito intenso. O Nacional marca muito forte, fez um jogo duríssimo, mas com o papel bem feito temos que nos classificar". 

Os artilheiros do Corinthians em 2016*:

Romero - 7 gols
André e Lucca - 5 gols
Rodriguinho e Giovanni Augusto - 3 gols
Marlone, Guilherme, Felipe, Balbuena, Fagner, Alan Mineiro e Elias - 2 gols
Uendel, Maycon, Danilo, Edílson, Yago e Guilherme Arana - 1 gol

* apenas jogos oficiais

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos