Antes de 'chute salvador', santista jogou em 10 clubes e pensou em desistir

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/Santos

    Ronaldo Mendes quase trocou futebol por mercado do pai no início da carreira

    Ronaldo Mendes quase trocou futebol por mercado do pai no início da carreira

O meia Ronaldo Mendes enfrentou muitas dificuldades no futebol até acertar o chute mais importante de sua carreira, até o momento, e que salvou o Santos da derrota no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, diante do Audax, em Osasco, no último domingo.

"Esse jogo ficou marcado (Audax 1 x 1 Santos). Nunca tinha disputado uma final. As coisas aconteceram e esse é o lance que ficou marcado por enquanto na minha carreira", afirmou Ronaldo Mendes ao UOL Esporte.

Apesar de jovem, apenas 23 anos, Ronaldo Mendes tem muita experiência no futebol. Ele defendeu dez clubes até chegar ao Santos: Atlético-PR e Internacional (categorias de base), Corinthians de Alagoas, CSA, CRB, Guarani, Paraná Clube, Penapolense, Criciúma e ABC, de Natal.

Em busca de um clube grande na carreira, Ronaldo Mendes chegou a pensar em desistir do futebol. Logo no início da carreira, quando atuava no Corinthians Alagoano, o meia quebrou o pé e ficou noves meses parado e, quando voltou a treinar, sofreu uma nova lesão.

Neste período, Ronaldo Mendes pensou em largar o futebol e trabalhar no mercado de seu pai, Laudecir Mendes. O meia, inclusive, pensou em ingressar em uma faculdade, deixando de vez a bola de lado.

"A fase que vivi em Alagoas (Corinthians), quebrei o pé, fiquei nove meses parado, e depois tive outra fratura quando voltei a treinar... Depois pensei: vou tentar minha última cartada. Fui para o CSA sem esperança de jogar, clube de muita tradição lá. As coisas começaram a dar certo. Graças a Deus hoje estou no Santos", afirmou o meia.

"Meu pai trabalha com vendas, é dono de um mercado. Naquele momento de dificuldade, a única coisa que pensei é voltar para casa e começar a trabalhar com meu pai, fazer uma faculdade e tentar seguir outra carreira. Mas a perseverança foi grande e hoje alcancei o meu sonho".

Meia veio do futsal e conta 'segredo' de chute forte

Ronaldo Mendes jogou futsal até os 17 anos de idade e alega que, a modalidade, o ajudou a ter raciocínio rápido em campo. Em relação ao chute forte, sua principal característica, o meia diz que o segredo é muito trabalho. Ronaldo pede para ficar treinando finalizações após os treinos do Santos.

"Joguei futsal muito tempo, até os 17 anos de idade. A dimensão do campo é maior, tem mais espaço, no futsal sempre é espaço curto, pique mais curto. O raciocínio tem que ser mais rápido e isso ajudou um pouco", afirmou Ronaldo Mendes.

"É muito trabalho, muito treino (chute forte). Sempre procuro fazer trabalho de finalização à parte depois do treino. Quando estou próximo da área, na minha função, o fundamento do chute é muito importante. Isso tudo é trabalho", disse.

Além disso, Ronaldo Mendes revelou que seu pai cobra bastante para que ele chute a gol durante os jogos.

"Está ficando marcado, nunca fui de fazer tantos gols também. Mas aqui estou procurando entrar muito na área, meu pai me cobra muito. Ele pega muito no meu pé, diz que meia tem que se aproximar para fazer gol. Sempre procuro chegar próximo da área para finalizar e fazer o gol", disse.

No Campeonato Brasileiro da Série B do ano passado, Ronaldo Mendes marcou apenas três gols em 22 jogos. Neste ano, com a camisa do Santos, o meia já igualou a marca em apenas sete jogos e mesmo não atuando como titular do time de Dorival Júnior.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos