Kaká respeita decisão de Dunga e diz que treinará para voltar à seleção

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Paulo Whitaker

    Kaká ficará de fora de mais uma Copa América

    Kaká ficará de fora de mais uma Copa América

Ausente da lista final para a Copa América Centenário, o meio-campista Kaká disse que respeita a decisão de Dunga e que continuará treinando para voltar a ser convocado para a seleção brasileira.

Kaká estava entre os 40 da pré-lista para a competição e nutria esperança de jogar depois de convocações para amistosos com o treinador.

"Eu respeito a decisão de Dunga. Eu tentei,  estou pronto para jogar, mas sem problemas. Eu continuo tendo o meu time aqui, então eu continuarei jogando e, se a oportunidade vier no futuro, estarei feliz em servir minha seleção", disse Kaká em entrevista ao site ESPN FC.

Kaká aproveitou para defender o trabalho de Dunga, que tem sofrido muita pressão diante da fraca campanha na Copa América de 2015 e dos resultados inconstantes nas Eliminatórias. Para o meio-campista, o treinador é o nome certo para o momento da seleção.

"Eu acho que o Dunga tem muita experiência. Ele jogou pela seleção por um longo tempo e conhece o ambiente por lá, como gerenciar a imprensa, a pressão. Então ele pode oferecer muito para seleção. Não é fácil dirigir a seleção do Brasil, mas eu acho que ele está indo muito bem".

A curiosidade fica por conta da falta de Copas Américas na carreira de Kaká. Apesar de defender a Seleção com regularidade desde 2002, o meio-campista nunca disputou o torneio. "Foram diferentes situações", disse Kaká, que justifica esta coincidência por, principalmente, os treinadores rodarem o grupo por causa da sequência de competições disputadas pela seleção.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos