Não é só futebol: veja por que Adriano pode abandonar time dos EUA

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

Adriano se animou para voltar a jogar futebol. Negociou a compra de um time, projetou levar toda sua vida para os Estados Unidos e se dedicou nos treinos. A empolgação, no entanto, não durou muito. Para ser mais exato, apenas um jogo. Após a derrota por 5 a 0 na estreia oficial, o Imperador já cogita abandonar a empreitada no Miami United. E os motivos não estão ligados apenas ao futebol limitado que ele viu do novo time em campo.

A ideia de abandonar a tentativa de retomada na carreira no futebol dos Estados Unidos começou a ser cogitada antes mesmo da goleada sofrida para o Miami Fusion – principal rival do United. Ao ser informado que o time entraria em campo com sete desfalques por conta de problemas de documentação, Adriano se irritou e fez cobranças ao presidente do clube, o italiano Roberto Sacca. A briga assustou dirigentes, elenco e comissão técnica.

No jogo, além da derrota, outro fator que aumentaria o incômodo: a grande presença de fotógrafos, cinegrafistas e repórteres acompanhando cada passo do retorno do Imperador ao gramado após mais de dois anos. Adriano pensava que a escolha de um time de menor expressão, em um lugar longe do Brasil, diminuiria o assédio que sempre o desagradou. Nada feito.

Soma-se a isso a chateação do atacante com a distância da família. Apesar do plano inicial envolver a presença de sua mãe, seu irmão e sua namorada em Miami, Adriano vive na cidade apenas com alguns amigos, que por vezes regressam ao Brasil.

A situação mais delicada é a da namorada do atleta, Micaele Mesquita. Com problemas em documentos, ela não conseguiu visto para ir aos Estados Unidos e deixou Adriano apreensivo. A companheira ficaria ao lado do Imperador em Miami enquanto a família não chegasse. Sem a namorada, o Imperador se viu sozinho.

Os problemas, que estavam em segundo plano por conta da empolgação pelo retorno aos gramados, voltaram ao foco a partir da decepção também em campo. Com desfalques e a derrota por 5 a 0, Adriano se viu no meio de vários jogadores amadores e não escondeu a preocupação com o futuro e com uma possível mancha na já conturbada carreira.

Aos amigos, Adriano já confessou que o desempenho do Miami United no próximo domingo (8), contra o Tampa Bay Rowdies, também será levado em conta na hora da decisão sobre o retorno aos Estados Unidos. Em caso de novo fracasso e problemas repetidos, o Imperador cogita voltar ao time apenas para cumprir o contrato que o obriga a estar em campo no amistoso contra o Las Vegas City – equipe que terá Ronaldinho Gaúcho – e dar fim ao projeto americano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos