Seleção e lesões criam problemas para zaga do SP, e Maicon vira prioridade

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

JUCA: SURPREENDE QUE O SANTOS TENHA ACEITADO ESSA SITUAÇÃO

A convocação de Rodrigo Caio para defender a seleção brasileira na Copa América, nesta quinta-feira, deixou o São Paulo orgulhoso pelo chamado daquele que é hoje o maior representante das categorias de base do clube, mas criou um problema a ser resolvido: ele pode perder até 15 rodadas do Brasileirão, e isso somado às lesões de Diego Lugano e Breno obrigam que, agora, a diretoria redobre esforços para contratar Maicon.

Caso o Brasil chegue à final da Copa América, Rodrigo Caio perderá nove partidas do Brasileirão entre a 3ª e a 11ª rodadas. A seleção se apresentará em Los Angeles entre os dias 22 e 23 de maio – um dia depois da segunda rodada do campeonato nacional, para os atletas que jogam no Brasil – e ficará nos Estados Unidos até 26 de junho se tudo correr como planejado.

Nesse período, os zagueiros à disposição do São Paulo serão Maicon, Lugano, Breno, Lucão e, dependendo da data, Lyanco – tem compromissos com a seleção da Sérvia. O problema é que Lugano trata uma lesão muscular na coxa e tem cuidado especial com o condicionamento físico, não costuma atuar em partidas em sequência para não acumular desgaste; Breno, que sofreu com uma tendinite e posteriormente um derrame no joelho neste início de 2016, ainda faz reforço muscular para voltar a treinar. Assim, restam Maicon e Lucão.

A Copa América se encerra em 26 de junho, e nos dias seguintes Rodrigo Caio estará à disposição do São Paulo. Maicon, hoje titular absoluto da zaga, está emprestado pelo Porto com contrato apenas até 30 de junho. Se não for contratado definitivamente ou se não tiver o empréstimo renovado, se despedirá do Morumbi nesta data.

A partir do início de julho, Rodrigo Caio poderá reforçar a equipe entre a 12ª e a 15ª rodadas do Brasileirão, e possivelmente as semifinais e finais da Copa Libertadores, caso o clube esteja disputando o torneio – pega o Atlético-MG nas quartas de final. Depois, volta à seleção brasileira na terceira ou quarta semana de julho para iniciar a preparação para a Olimpíada. Caso o Brasil chegue à final, ficará com a seleção até 20 de agosto. Assim, perderia mais seis jogos do Brasileirão, entre a 16ª e a 21ª rodada.

Se Maicon não ficar, o grande problema do São Paulo estará no período da Olimpíada. Estarão à disposição do técnico Edgardo Bauza, então, Diego Lugano, Breno, Lucão e Lyanco. Como não se sabe se os dois primeiros estarão em plenas condições para jogar, é possível que o São Paulo enfrente quatro rodadas do campeonato nacional com Lucão e Lyanco como dupla de zaga. Além de serem muitos jovens, a dupla ainda sofre com desconfiança da torcida, principalmente no caso de Lucão.

O São Paulo negocia com o Porto a contratação de Maicon, mas enfrenta complicações. A diretoria tricolor oferece a cessão de Lucão e do lateral esquerdo Inácio, do time sub-20, na composição do pagamento, mas os portugueses querem Lyanco e Inácio. Nesse momento ainda não há acordo entre as partes.

Além de Rodrigo Caio, o São Paulo também perderá o lateral esquerdo chileno Eugenio Mena durante o período da Copa América – em 2015 ele foi campeão e passou todo o período do torneio desfalcando o Cruzeiro, clube que o empresta ao São Paulo. As soluções para Bauza serão Carlinhos e Matheus Reis.

Para a Olimpíada, o São Paulo ainda pode perder Ricardo Centurión, que integra a pré-lista da Argentina para a competição ao lado de Jonathan Calleri – este já não estará mais no Morumbi depois do fim de seu contrato, válido até 30 de junho e que poderá se estender por mais um mês caso o Sâo Paulo avance na Libertadores. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos