Campeão da Sul-Americana deseja trabalhar no Cruzeiro: "Um orgulho"

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • AFP PHOTO/NORBERTO Duarte

    Gerardo Pelusso diz que gostaria de treinar o Cruzeiro

    Gerardo Pelusso diz que gostaria de treinar o Cruzeiro

A dificuldade para encontrar um treinador no mercado brasileiro faz com que o Cruzeiro busque opções fora do Brasil. O nome de Gerardo Pelusso – vencedor da Copa Sul-Americana 2015 pelo Independiente Santa Fe, da Colômbia, aparece entre na lista de possibilidades do clube. E o uruguaio, de 62 anos, não esconde que adoraria trabalhar na Toca da Raposa II.

"Sim, claro (adoraria trabalhar no Cruzeiro). É um dos grandes do continente, tem muita história, um orgulho realmente para qualquer treinador estar à frente desta grande instituição", disse ao UOL Esporte.

Questionado sobre algum tipo de negociação com o clube mineiro, ele preferiu não se prolongar: "Eu só sei que estava ou estou em uma lista de possíveis candidatos. Mas não sei de nada além", garantiu o técnico que já comandou inclusive a seleção paraguaia.

O currículo de Pelusso, que iniciou a sua carreira no Emelec, do Equador, embora seja uruguaio, conta com títulos nacionais por Danubio e Nacional, ambos do Uruguai, Alianza Lima, do Peru, e Olimpia, do Paraguai. Ele ainda trabalhou no Chile e na Colômbia, onde faturou uma das principais competições do continente pelo Santa Fe.

Mesmo sem nunca ter atuado no Brasil, Gerardo Pelusso assegura que não teria problemas em comandar o Cruzeiro. O técnico garante que conhece o elenco que atualmente é comandado pelo interino Geraldo Delamore.

"Quando um treinador é de verdade e é profissional de verdade, é porque tem paixão pelo que faz. E se tem paixão pelo que faz, tem que saber absolutamente tudo. Eu vejo futebol argentino, brasileiro, mexicano, espanhol... Eu sei o que acontece no Campeonato Peruano, no Chile, na Colômbia, conheço todos os jogadores da América do Sul", afirmou.

"Quando você me pergunta se eu conheço o plantel do Cruzeiro, eu digo que trabalho para um programa de análise de partidas em que estudamos os rivais e analisamos a nossa própria equipe. Não só observamos as últimas partidas do Cruzeiro como analisamos absolutamente jogador por jogador, sistema tático, sistema de jogo, variantes de jogo, onde joga o Willian, se Dedé joga ou não, se Fábio é um grande goleiro ou não. Se eu não conhecesse o plantel do Cruzeiro, teria que me dedicar a outra coisa, a trabalhar em outra função", acrescentou.

Após garantir que conhece todo o elenco que teria à disposição em caso de acerto com o Cruzeiro, Gerardo Pelusso até chegou a brincar que não é casado há duas décadas pelo fato de as mulheres não agüentarem a sua paixão pelo futebol.

"Não se esqueça que eu dirigi na Libertadores o Santa Fe de Bogotá e enfrentamos o Corinthians, sei o que passa no Mineiro, equipe que dirige Diego Aguirre. Estou de férias, mas me tranco na sexta-feira, às seis da tarde, e saio na segunda-feira, ao meio-dia, na rua. Durante sábado e domingo, vejo futebol em duas televisões e pela internet. Vejo porque vivo do futebol, porque gosto. Faz 20 anos que não tenho esposa, não porque não gosto, mas porque não há mulher que me agüente. Vivo só para o futebol", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos