Falta dinheiro? Grêmio gasta R$ 1,7 mi com dupla que não entrou em campo

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeremias Wernek/UOL Esporte

    Zagueiro Werley custou mais de R$ 1 milhão ao Grêmio só nesta temporada

    Zagueiro Werley custou mais de R$ 1 milhão ao Grêmio só nesta temporada

O Grêmio não esconde que a situação financeira é longe do ideal. Enquanto tenta reformar o elenco depois dos insucessos do primeiro semestre, o Tricolor esbarra na falta de verba. Mas se por um lado não conta com aporte suficiente, por outro as cifras são desperdiçadas. Com dois jogadores que não entraram em campo uma vez sequer no ano, o clube gastou R$ 1,7 milhão só neste ano. 

O primeiro não utilizado que pesa na folha de pagamento é Werley. O jogador sequer foi inscrito no Campeonato Gaúcho e mesmo relacionado na Libertadores não entrou em campo um minuto sequer. 
 
Quando teve direitos adquiridos pelo Grêmio, em 2012, o zagueiro que tem atualmente 27 anos estava em alta. Assinou até dezembro de 2016 e com salário de R$ 250 mil mensais. E por isso não conseguiu se acertar com clube algum agora que não faz parte dos planos. 
 
Emprestado ao Santos no ano passado, tinha vencimentos divididos com o Tricolor. Não foi em definitivo para clube do litoral paulista porque não recebeu proposta igual. Chegou a ser procurado por Goiás e Bahia, mas nenhum dos dois clubes conseguiu pagar sequer a metade dos vencimentos. 
 
Só neste ano o zagueiro custou R$ 1,2 milhão ao Grêmio. E não foi culpa dele não atuar. Werley treinou forte, esteve em forma e só não foi utilizado porque o comando técnico entendeu melhor assim. Preferiu dar sequência a Pedro Geromel, Fred, Bressan e Rafael Thyere. E até Kadu esteve em campo no começo do ano. 
 
Outro que não jogou uma partida sequer e pesou na folha gremista foi Braian Rodríguez. O uruguaio foi liberado para procurar clube no começo do ano, mas não recebeu propostas. Ficou e viveu o contrário de Werley. Foi inscrito no Gauchão e ficou fora da lista da Libertadores. Não jogou em nenhum dos dois. 
 
Emprestado pelo Bétis, da Espanha, Braian Rodríguez custa R$ 100 mil mensais ao Tricolor. O restante do salário é pago pelos espanhóis. Neste ano, o centroavante de 29 anos custou R$ 500 mil ao clube. 
 
Ao todo, com dois jogadores fora dos planos mas presentes no elenco, o Tricolor desperdiçou R$ 1,7 milhão. "Nem sempre as negociações ocorrem quanto esperamos", admitiu o presidente Romildo Bolzan Júnior. 
 
O elenco passará por reformulação a partir da montagem do novo departamento de futebol. O Grêmio estreia no Brasileiro no domingo diante do Corinthians, em São Paulo. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos