Veto à resposta em catalão de goleiro do Real gera polêmica na Espanha

Do UOL. em São Paulo

  • EFE/Alberto Estévez

Em um final de Campeonato Espanhol acirrado dentro de campo, uma entrevista com o goleiro reserva do Real Madrid, Kiko Casilla, ganhou até mais destaque do que a disputa do título entre os merengues e o Barcelona. O motivo: um vídeo mostra um funcionário da equipe madrilena vetando que o arqueiro respondesse em catalão uma pergunta feita após o duelo contra o Valência no último domingo.

Casilla nasceu na província de Alcover, uma comunidade autônoma da Catalunha, e defendeu o Espanyol por oito anos antes de chegar ao Real Madrid. Por isso, um jornalista da TV3 de Barcelona aproveitou a presença do goleiro na zona mista e fez uma pergunta em catalão. Casilla, então, olhou para o lado como se pedisse autorização, mas recebeu a negativa. "Não, em espanhol".

O veto causou polêmica entre a imprensa catalã, que acusou censura ao idioma. Porém, o próprio Casilla tratou de colocar panos quentes na história, apresentando uma versão diferente para a proibição.

"Quero esclarecer que o Real Madrid nunca me proibiu de falar catalão, mas na zona mista primeiro temos que responder em castelhano e, se algum veículo quiser perguntar em catalão, pode fazer depois. Fizeram muita confusão com tudo isso", explicou.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos