Dunga admite que pode rever a posição de Neymar como capitão da seleção

Do UOL, em São Paulo

  • Manu Fernandez/AP

O técnico Dunga e o coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi estiveram no programa Bem, Amigos!, do SporTV, nesta segunda-feira (16), e um dos assuntos que os dois tiveram de responder foi sobre o comportamento de Neymar fora de campo e se o treinador do Brasil mudará de ideia sobre o capitão da seleção. 

Dunga admitiu que pode rever a posição de Neymar como capitão, explicando que inicialmente pensou que dar a posição ao jogador do Barcelona traria mais confiança a Neymar. "Inicialmente pensei que  a faixa daria mais segurança para ele e ele se sentiria um personagem importante pelo que representa . Tem algumas coisas agora que vamos modificar e isso vai ser conversado", comentou Dunga. 

O técnico ainda defendeu que a faixa de capitão não altera o comportamento de Neymar. "No Barcelona ele não usa a faixa e acontecem as mesmas coisas. É questão de tudo que envolve o Neymar toma uma amplitude muito maior, isso não quer dizer que em alguns momentos ele não tenha errado e a gente conversa com ele pensando na seleção. Os episódios na seleção não são só na seleção que acontecem", explicou. 

O técnico Dunga ainda lembrou do último episódio que chamou atenção envolvendo Neymar, quando o atleta foi suspenso nas Eliminatórias e viajou para Santa Catarina, onde foi visto em uma festa enquanto o restante do grupo da seleção ainda disputava jogo pelas Eliminatórias. "As pessoas esperam dele que ele vá resolver sozinho. É um cara diferenciado, mas tudo que faz toma proporção enorme. Se fosse em outro momento ele ter sido expulso, mas ele ter ido pra festa...ele é um jovem e tem que viver. Às vezes no futebol a gente mistura muito as coisas. Lógico que isso aí em alguns momento vai chocar.  Ele tem que saber conviver com isso também", completou. 

Neymar não estará na Copa América Centenário. O Barcelona apenas liberou o jogador para a Olimpíada do Rio de Janeiro. Assim, Dunga terá oportunidade de testar outras lideranças na seleção. Gilmar Rinaldi citou Renato Augusto. "Renato Augusto é uma espécie de novo liderança que nós estamos tentando incentivar. Todo mundo acha que os jogadores precisar se cobrar mais dentro de campo. É um alerta", disse. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos