Atacante volta ao Inter após fazer história em Portugal e quer chance

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Arouca

    Maurides foi vice-artilheiro do Arouca e tem contrato com Inter até junho de 2017

    Maurides foi vice-artilheiro do Arouca e tem contrato com Inter até junho de 2017

Maurides desembarca em Porto Alegre, nesta quinta-feira (19), com objetivo alcançado. Quando foi cedido pelo Internacional ao Arouca, de Portugal, entrou na lista dos jogadores que são emprestados para ganhar experiência. A rodagem veio com um adicional. Na Europa, o atacante não só atuou como ajudou diretamente em uma campanha histórica.

Pela primeira vez na história, o Arouca se classificou para disputa de torneio continental. Na próxima temporada, o clube português jogará a Liga Europa.

Maurides fez cinco gols, o segundo artilheiro do time no campeonato nacional, e está de volta a Porto Alegre para definir se fica no elenco treinado por Argel Fucks ou sai outra vez.

"Eu amadureci em Portugal, virei praticamente outro jogador. Sei que tenho de melhorar sempre, no campo e fora. Fora de campo faz diferença também", garante o atacante. "Temos que conversar, o Inter é clube grande e sempre contrata. Se tiver que escolher, escolho ficar no Inter", completa.

Antes da campanha do Arouca, Maurides era lembrado por outros dois fatos fora do jogo em si. Em 2013, ele rompeu os ligamentos do joelho ao comemorar o primeiro gol como profissional. E neste ano, foi lembrado quando o São Paulo anunciou a chegada de Maicon, do Porto. É que o zagueiro é o irmão mais velho dele.

O irônico é que cada irmão tomou o caminho exatamente oposto para brilhar. Fora dos planos no Porto, Maicon virou peça importante no São Paulo. Encostado no Beira-Rio, Maurides brilhou em Portugal.

"Meu irmão é mais velho, nas coisas dele nem me meto. Mas peço ajuda dele nas minhas coisas, pergunto o que devo fazer. Sempre me ajuda mesmo. Ele falou para eu ver se vou jogar no Inter, mas disse que se der, é melhor ficar no Inter", comenta.

Confira a entrevista completa

EXPERIÊNCIA NA EUROPA

Foi difícil no começo, o jogo é muito mais intenso. Mas o treinador é muito bom, ganhei ritmo de jogo e melhorei. Fiz gol no primeiro jogo, melhorei condicionamento físico e me acostumei ao ritmo. Aqui é 2h30 de treino por dia, é bem puxado. Peguei o ritmo certinho dos jogos.

JOGOS CONTRA SPORTING, BENFICA E PORTO

É bem diferente, pressão muito grande. A gente ganhou do Benfica, depois ganhou do Porto. A gente nunca imaginou que ia acontecer, mas fomos muito concentrados. Todo mundo entrou focado, unido. A cidade tem 20 mil habitantes, está na primeira divisão há três anos. Então essa vaga (Na Liga Europa) vale ouro.

DIFERENÇAS NO IDIOMA, PEGADINHAS COM PALAVRAS IGUAIS

Quando cheguei, não entendi. Pedi para repetir mesmo. Mas meu companheiro de quarto é português, é o Zequinha. Estou sempre com ele, então já peguei o sotaque. Minha esposa já disse que estou igual a eles, já me deu bronca. Eu tento, mas não consigo. Eu nem noto e já falo como os portugueses.

SITUAÇÃO CONSTRANGEDORA EM PORTUGAL

Aqui tem umas palavras que significam outra coisa... Levei um tempo para entender. Ponta de lança? O que é ponta de lança? É o centroavante. Trinco, você sabe o que é? É volante. É totalmente diferente. Foda-se pá, eles xingam assim. Muito engraçado... Eles também chamam falando 'vem cá, puto'. Puto, mano? No primeiro dia achei que estavam me xingando... Olhei com cara feia. Mas aí eu vi que era o jeito de chamar.

DEFINIÇÃO DE FUTURO

Não tenho (definição) ainda, dependo do Inter. Quem manda é o Inter. Se tiver que voltar, vou voltar com a cabeça toda no clube. Tudo que tenho, devo ao Internacional. Se ficar no Arouca, estarei feliz também. Minha família está no Brasil, mas se tiver que escolher prefiro o Inter.

INTER OU AROUCA

Temos que conversar, ver se vou jogar. Inter é clube grande, sempre contrata para ter retorno. É preciso ver.

INFLUÊNCIA DO IRMÃO. HISTÓRIAS QUASE IGUAIS

Meu irmão é mais velho, nas coisas dele nem me meto. Mas peço ajuda dele nas minhas coisas, pergunto o que devo fazer. Sempre me ajuda mesmo. Ele falou para eu ver se vou jogar no Inter, mas disse que se der, é melhor ficar no Inter.

POSTURA DIFERENTE

Eu amadureci aqui, virei praticamente outro jogador. Sei que tenho de melhorar sempre, no campo e fora. Fora de campo faz diferença também. Estou feliz também, cada dia evoluindo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos