Pessimista, Ronaldo acha difícil Brasil vencer Copa América sem Neymar

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

  • Poletti, Bruno Nogueira/Folhapress

O ex-atacante Ronaldo disse nesta quinta-feira, durante evento em São Paulo, que prevê muitas dificuldades para a seleção brasileira na Copa América Centenário. O Fenômeno relembrou as duas últimas participações frustradas do país no torneio e acredita em mais obstáculos com a ausência de Neymar.

"Já estava difícil nos últimos dois anos com Neymar e agora mais sem ele", afirmou Ronaldo, referindo-se ao desfalque do maior jogador brasileiro da atualidade, liberado pelo Barcelona apenas para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

O pessimismo em relação à Copa América, porém, fica de lado quando Ronaldo projeta a Olimpíada. Em sua avaliação, com a seleção jogando em casa e contando com Neymar as "chances de ouro são grandes".

A seleção de Dunga chega aos dois torneios pressionada pela instabilidade apresentada nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Em busca do primeiro ouro olímpico, o Brasil ainda lida com dois fracassos recentes na Copa América, perdendo nas quartas de final para o Paraguai tanto em 2011 como em 2015.

Corinthians

Participando do lançamento da unidade Morumbi da escola que leva o seu nome (Ronaldo Academy), o ex-jogador ainda comentou sobre a situação do Corinthians. Ronaldo reprovou o comportamento de parte da torcida em manifestações após a eliminação na Copa Libertadores para o Nacional do Uruguai.  

"Eu acho injusto como sempre achei a maneira como o torcedor do Corinthians cobra seus direitos. Papel dele é apoiar equipe. Quebrar coisas não acrescenta nada e não pode, mesmo sendo torcida do Corinthians que amo. Devia ter respeito com jogador. Até porque últimos cinco anos Corinthians ganhou tudo", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos