Fifa propõe suspensão de 2 anos a cartola alemão por propina na Copa-2006

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters

    Wolfgang Niersbach renunciou à presidência da federação alemã em meio a escândalo

    Wolfgang Niersbach renunciou à presidência da federação alemã em meio a escândalo

O Comitê de Ética da Fifa abriu processo contra o dirigente alemão Wolfgang Niersbach, ex-presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB) e vice-presidente do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2006, e recomendou sua suspensão do futebol por dois anos.

Niersbach é suspeito de ter pago 6,7 milhões de euros (R$ 26,7 milhões na cotação atual) para comprar os votos de membros da Ásia para a candidatura alemã na Copa de 2006. Ele nega as acusações.

Após o escândalo vir à tona no ano passado, o cartola renunciou à presidência da DFB em novembro.

O dirigente agora terá a chance de apresentar sua defesa e contrariar o relatório final da investigação do Comitê de Ética.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos