Polícia prende 10 suspeitos de participação em esquema de apostas na Itália

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Autoridades investigam influência de mafiosos em jogos do Avellino (foto)

    Autoridades investigam influência de mafiosos em jogos do Avellino (foto)

Dez pessoas foram presas na Itália nesta segunda-feira sob acusação de participação em um esquema de manipulação de resultados de futebol. Segundo a imprensa esportiva italiana, os casos teriam ocorrido em pelo menos duas partidas do Avellino na Série B do Campeonato Italiano na temporada 2013/2014: vitória por 3 a 0 sobre a Reggina e derrota por 1 a 0 para o Modena.

Ao menos dois ex-jogadores do Avellino são investigados por suspeita de participação no esquema: o zagueiro Armando Izzo (atualmente no Genoa) e o meio-campista Francesco Millesi (que defendeu o modesto Acireale na quinta divisão italiana). Nenhum dos dois teve prisão decretada.

Giuseppe Cacace/AFP Photo
Zagueiro Armando Izzo, hoje no Genoa, é um dos ex-jogadores do Avellino investigados por suposta participação no esquema
O jornal La Gazzetta dello Sport afirma que Millesi foi o contato entre o Avellino e o mafioso Umberto Accurso, responsável por oferecer grandes valores em dinheiro para que determinados jogadores participassem do esquema de manipulação de resultados. Accurso foi preso no último dia 11.

Segundo as investigações, o clã Vanella Grassi – ao qual pertence Umberto Accurso – ofereceu 200 mil euros para que jogadores participassem da manipulação de jogos. Millesi recebeu 30 mil em dinheiro vivo, entregue a ele pelo ex-jogador Luca Pini; a quantia seria distribuída a outros atletas do Avellino como prêmio pela participação nos jogos sob suspeita.

A imprensa italiana afirma ainda que Umberto Accurso apostou 400 mil euros no jogo contra o Modena, faturando 60 mil euros líquidos. No jogo contra a Reggina, nova aposta de 400 mil euros, com faturamento de 110 mil euros.

O presidente da Lega di Serie B, Andrea Abodi, admite a possibilidade de manipulação, mas descarta participação no esquema e lamenta os registros. "Apesar do grande número de verificações que fazemos, é impossível reduzir a zero o risco de fenômenos deste tipo", disse Abodi, cuja entidade organiza a segunda divisão italiana, em declarações divulgadas pelo jornal Corriere dello Sport.

Na temporada regular da Série B italiana 2013/2014, o Avellino foi o 11º colocado e ficou fora das brigas por acesso ou contra rebaixamento. O Modena terminou em 5º e foi aos playoffs de acesso, mas foi eliminado pelo Cesena no mata-mata. A Reggina foi a 21ª colocada e acabou rebaixada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos