Com dúvida sobre Muricy, Fla inicia 4ª reconstrução e quer fim de fracassos

Rodrigo Mattos e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

    Rodrigo Caetano, Muricy Ramalho, Bandeira e Flávio Godinho: dúvidas no Flamengo

    Rodrigo Caetano, Muricy Ramalho, Bandeira e Flávio Godinho: dúvidas no Flamengo

A diretoria do Flamengo sonha com o fim dos constantes fracassos no futebol. O clube passa pela quarta reconstrução do departamento na gestão Bandeira de Mello, mas as dúvidas persistem. Qual Rubro-negro será visto na sequência da temporada? Jogadores serão afastados? Muricy Ramalho ainda dirigirá o time? Pressionada, a administração busca respostas e faz discurso cauteloso em meio aos protestos de uma torcida cada vez mais insatisfeita.

O Conselho Diretor se reúne com frequência desde a semana passada para avaliar as modificações. Na noite de segunda-feira (23), o tema foi mais uma vez debatido, sem qualquer anúncio oficial. Um aspecto é fundamental no processo. Trata-se do técnico Muricy Ramalho, que fará exames cardiológicos complementares nesta terça-feira (24) para definir se retorna ao Rubro-negro, dá novo tempo na carreira ou até se aposenta da função.

Sem saber se terá o técnico e diante da pressão por mudanças, a diretoria analisa nomes para uma possível substituição. O certo é que a administração não abrirá mão de um profissional reconhecido no cargo. O mesmo panorama envolve o diretor Rodrigo Caetano. O executivo vem sendo fritado nos bastidores e a demissão é considerada certa. Como nada ainda foi efetivamente definido, Caetano segue o trabalho na Gávea e uma reviravolta não está descartada.

"Estamos em um processo de avaliação permanente e pretendemos anunciar algo ainda nesta semana", limitou-se a dizer o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Todo o trabalho é para reconstruir a estrutura do futebol rubro-negro pela quarta vez desde 2013. Se por um lado a gestão atual é elogiada no aspecto financeiro, a parte referente ao futebol é alvo de críticas constantes pela série de fracassos. Com exceção de dois títulos (Copa do Brasil 2013 e Campeonato Carioca 2014), o Flamengo colecionou vexames e lutas contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Apenas na atual temporada, o time foi eliminado da Primeira Liga, do Estadual e da Copa do Brasil no curto espaço de 56 dias. Os resultados colocaram o ano de 2016 em risco, assim como a promessa do mandatário de priorizar o carro-chefe do clube enquanto lutava pela reeleição. O futebol segue em xeque. O clube também busca reforços e o primeiro a ser anunciado deve ser o zagueiro Rafael Vaz, que encerrou as negociações pela renovação de contrato em São Januário e acertou as bases com o Rubro-negro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos