Cortes, ataque e esquema: Dunga tem 5 pontos para definir na seleção

Danilo Lavieri e Guilherme Palenzuela

Do UOL, em Los Angeles (EUA)

A três dias do amistoso contra o Panamá, no próximo domingo (29), Dunga ainda tem pontos para definir na seleção brasileira que se prepara em Los Angeles para a Copa América, que começa no dia 4 de junho, nos Estados Unidos. Da possibilidade de perder importantes jogadores titulares ao esquema tático, muito ainda pode mudar na equipe.

Daniel Alves: lesão pode tirá-lo?

Guilherme Palenzuela/UOL Esporte

O lateral direito de 33 anos, jogador mais experiente em idade e jogos dessa seleção, chegou na quarta-feira a Los Angeles e pode ser cortado do torneio. Daniel Alves reclama de uma fascite plantar, lesão no pé, que o incomoda há pelo menos seis meses. Ele será avaliado agora pelo departamento médico da seleção, nos Estados Unidos, e será cortado caso não tenha condição de disputar a Copa América - para seu lugar, Fagner, do Corinthians, seria a opção lógica para a vaga. Pelo menos na chegada dele à concentração, o atleta disse estar em plenas condições de jogo.

Douglas Costa e Rafinha não treinam e preocupam

Lucas Figueiredo / MoWA Press

A preocupação da CBF com Daniel Alves se estende para os meias Rafinha, do Barcelona, e Douglas Costa, do Bayern de Munique. Ambos se queixam de dores musculares e não puderam treinar nos últimos dois dias. Foram submetidos a exames de imagem e também são acompanhados pelo departamento médico da seleção, com a possibilidade de serem cortados. Para seus lugares, assim como no caso de Daniel Alves, Dunga só pode chamar jogadores presentes na primeira lista de convocados para a Copa América, com 40 nomes. As opções mais prováveis para o setor são Lucas (PSG), Oscar (Chelsea) e Paulo Henrique Ganso (São Paulo).

Esquema de jogo: 4-2-3-1 ou 4-1-4-1

Lucas Figueiredo / MoWA Press

Dunga tem utilizado o 4-2-3-1 na seleção brasileira, sempre, mas treina alternativas com o 4-1-4-1 e já usou o esquema durante partidas recentemente. Nesta Copa América, ainda não mostrou definição sobre qual esquema será usado de início, e os convocados lhe dão as duas possibilidades: Luiz Gustavo, titular, tem tudo para ser o primeiro volante em qualquer uma das formações; dependerá, então, de onde o treinador entender que será melhor escalar Elias e Renato Augusto, ou apenas um deles, se em linha ou um à frente do outro.

Elias volta após ausência: titular ou reserva?

André Mourão / MoWA Press

Sob interesse do Shandong Luneng, da China, Elias não participou dos últimos dois jogos da seleção pois esteve lesionado pelo Corinthians. Em seu lugar, Fernandinho, do Manchester City, foi escolhido como titular, mas nem chegou a ser convocado para a Copa América tamanha a perda de prestígio. Dunga ainda precisa definir se Elias volta direto ao time titular ou se poderá perder a vaga para Renato Augusto, como volante, ou até para Casemiro, concorrente da mesma posição.

Ataque sem Neymar deve ter centroavante

Lucas Figueiredo / MoWA Press

Dunga mostrou que sua seleção brasileira ideal hoje joga com Neymar como falso 9, atuando em posição diferente da que costuma fazer no Barcelona. Nesta Copa América, porém, a ausência do craque deverá fazer com que o técnico mude o esquema ofensivo da equipe. A ausência de Neymar e a escolha por Ricardo Oliveira e, depois, por Jonas mostrou que o treinador dessa vez prioriza o uso de um centroavante - Jonas tem tudo para começar como titular. Além do centroavante, Dunga ainda dispõe de Hulk e Gabigol como opções para o setor.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos