CBF dá prazo para decidir sobre corte de Rafinha. Goleiro é novo problema

Danilo Lavieri e Guilherme Palenzuela

Do UOL, em Denver (EUA)

  • AP Photo/Stephan Savoia

A seleção brasileira estipulou a próxima terça-feira (31) como prazo para que Rafinha apresente uma recuperação definitiva e siga entre os convocados para a Copa América. Com dores musculares, o meio-campista do Barcelona poderá ser cortado caso não consiga ser aprovado pelos novos exames médicos. Ele não treinou com o grupo durante toda a semana.

Outro problema do mesmo tipo acontece com Ederson. Até terça-feira ele será reavaliado e poderá até ser cortado após desfalcar o Brasil no último treino antes do amistoso.

Pelo regulamento, a CBF teria até 24h antes da estreia, marcada para o dia 4 de junho, contra o Equador, para fazer todas as substituições. O atleta de idade olímpica seria mais um problema para Dunga, que já precisou cortar Ricardo Oliveira e Douglas Costa. Para os lugares, foram chamados Jonas e Kaká, respectivamente.

Caso Rafinha seja realmente cortado, Gabriel Jesus, do Palmeiras, surge como candidato. O atacante chegou a fazer parte dos planos de Dunga, mas não pôde ser chamado neste momento por causa da falta de visto americano. A data de prazo para o corte de Rafinha, aliás, também é a mesma que o clube paulista prevê para que seu jogador esteja 100% regularizado na questão burocrática.

Além dele, Wallace, do Grêmio, é outro nome olímpico que também têm seus nome cotado. O Sportv, inclusive, afirmou que o atleta é o favorito para um eventual corte de Rafinha. A CBF nega qualquer consulta prévia. 

Mais cedo, em coletiva de imprensa, Dunga falou sobre a chance de cortar Rafinha, mas sem dar detalhes. "Estamos fazendo todo o esforço possível para mantê-lo, mas depende da evolução da lesão. Gostaríamos de contar com todos os jogadores, mas, infelizmente, é final de temporada acabamos tendo as baixas. Alguns não em perfeitas condições, tem que estar muito atento na hora do treinamento, no volume de treinamento, na forma, isso vai acontecer. De certa forma nos deixa tristes porque gostaríamos de contar com esses jogadores, da outra parte é oportunidade de observar outros jogadores", esclareceu Dunga. 

Lucas Figueiredo/Mowa Press
Ederson concede entrevista pela primeira vez como goleiro da seleção principal


NOVA DOR DE CABEÇA

Além de precisar cortar Ricardo Oliveira e Douglas Costa e se preocupar com Rafinha, a CBF também poderá promover o corte de mais um atleta: Ederson, que é admirado até por Pep Guardiola.

O goleiro da seleção olímpica e do Benfica não foi com o grupo neste sábado, no último treino antes do amistoso contra o Panamá, no domingo, por causa de dores musculares. Ele é outro que terá até terça-feira para mostrar suas condições físicas.

A seleção brasileira ainda monitora o caso de Filipe Luís. O lateral esquerdo do Atlético de Madri deixou a final da Liga dos Campeões, que teve o Real Madrid como vencedor, mancando. A princípio, ele não preocupa e não avisou a comissão técnica da CBF de problemas físicos. Seu substituto seria Alex Sandro. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos