Dunga elogia Gabigol e diz que amistoso dá novas soluções ao Brasil

Danilo Lavieri e Guilherme Palenzuela

Do UOL, em Denver (EUA)

A seleção brasileira venceu o Panamá por 2 a 0 no domingo (29), no único amistoso antes da estreia na Copa América, sábado, com gols de Jonas e Gabigol. Após a partida, o técnico Dunga elogiou a versatilidade do jovem atacante estreante e disse que fez com que ele jogasse como atua no Santos.

"Ele joga nas três funções da frente e a gente pode aproveitar dependendo do jogo. É um jogador de velocidade, chega com facilidade ao gol, no um para um. Hoje tentamos aproveitar como ele joga no Santos: alternando o posicionamento na frente", falou Dunga.

O treinador afirmou que encontrou no amistoso respostas para testes feitos nos treinos, nos últimos dias. Dunga explicou as mudanças táticas que experimentou durante a partida e falou como poderá usar os diferentes esquemas durante a Copa América.

"Nós começamos com uma forma de jogar, depois mudamos, colocamos dois atacante. Depois voltamos com um atacante só, mudamos para o 4-4-2, vamos testando as alternativas para ver qual nossa equipe se adapta melhor. Vamos vendo para encaixar melhor nossos jogadores", falou o técnico, que no intervalo trocou o volante Luiz Gustavo pelo atacante Hulk.

"Acho que todas elas [alternativas] foram boas, pelas características dos nossos jogadores. Equipe do Panamá estava muito atrás, então um homem do meio ficou um pouco sem função. Colocamos dois atacantes, mas até o momento nunca tínhamos jogado com dois mais enfiados, propusemos essa alternativa porque era o único jogo onde poderíamos tentar isso. Colocamos dois atacantes, depois colocamos um jogador atrás do atacante, que era o Lucas Lima, que sabe quebrar linhas. Algumas coisas saíram como treinamos, outras temos que melhorar", disse.

"Acho que o leque abriu mais e as convicções se confirmaram. Se nós trouxemos mais jogadores para abrir esse leque e os jogadores corresponderam, quer dizer que nosso leque aumentou. Dependendo do adversário temos outras opções para colocar em campo. Tivemos o Kaká, jogador que tem um passo diferente, a equipe fica mais encorpada", completou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos