Tite assume que foi procurado pela CBF para comandar seleção em 2015

Luis Augusto Simon e Luiza Oliveira

Do UOL, em São Paulo

  • Luiza Oliveira/UOL

    Tite vai ao lançamento de sua biografia, em shopping de São Paulo

    Tite vai ao lançamento de sua biografia, em shopping de São Paulo

Tite teve uma aparição rápida no lançamento de sua biografia, escrita pela jornalista Camila Mattoso, em São Paulo. Em conversa com os jornalistas, o treinador do Corinthians confirmou que foi procurado pela CBF para treinar a seleção brasileira.

Questionado sobre o assunto, o treinador do Corinthians deu uma resposta curta, mas que confirmou que foi procurado duas vezes pela Confederação Brasileira de Futebol para ser o treinador do Brasil. O contato foi feito por telefone, em nome do presidente da entidade, Marco Polo Del Nero. "Em relação ao convite é aquilo que foi dito. É tudo verdade", comentou Tite.

O treinador chegou por volta das 19h45 a um shopping de São Paulo, onde aconteceu o lançamento do livro TITE, e ainda disse que leu o livro várias vezes, levou como uma homenagem, mas que se pudesse, tiraria algumas histórias da publicação.

"Sim. Mas tenho que respeitar a liberdade, senão fica uma coisa direcionada, não tenho esse direito. A gente fica exposto. Mas talvez eu tirasse uma dessas histórias que aconteceram de indisciplina. Talvez não fosse conveniente entrar, mas ela conseguiu e buscou informações e tem informações verdadeiras, então eu vou ficar eu negando? Não tenho esse direito", disse.

Entre as histórias de indisciplina, uma das citas no livro é a que envolve Jorge Henrique, com quem o treinador teve problemas na passagem do jogador pelo Corinthians. O atacante chegou alcoolizado em um dos treinamentos do time pouco antes do Mundial de Clubes de 2012 e acabou desligado do clube depois de mentir para Tite para justificar um atraso.

Apesar das histórias com Jorge Henrique, nesta segunda (30), o treinador destacou que deseja "tudo de bom" para o ex-atleta do Corinthians.

Por fim, Tite ainda destacou que com o livro deve ser visto mais como humano. "Talvez serei visto mais humano. Com um reconhecimento que não sei se mereço. Mas sou um cara mais humano e que procura fazer o bem", completou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos