Campeão, Casemiro ameaça Luiz Gustavo por versatilidade em Brasil mais leve

Danilo Lavieri e Guilherme Palenzuela

Do UOL, em Los Angeles (EUA)

  • Steve Bardens - Getty Images

    Casemiro e Filipe Luís disputam bola na final da Liga dos Campeões

    Casemiro e Filipe Luís disputam bola na final da Liga dos Campeões

Luiz Gustavo, 28 anos, é titular absoluto de Dunga do meio de campo e tem tudo para começar a Copa América entre os 11 iniciais da seleção brasileira. Agora, porém, tem um concorrente que ameaça pouco a pouco sua presença na equipe. Casemiro, 24, destaque do campeão europeu Real Madrid, oferece a Dunga maior versatilidade para atuar nos novos esquemas táticos testados pelo treinador.

Casemiro começará a ser visto de perto por Dunga agora. O volante se apresentou à seleção brasileira na noite de segunda-feira (30) - chegou uma semana depois da maioria dos atletas por causa da final da Liga dos Campeões da Europa, que ele disputou como titular e venceu. A partir desta terça-feira, ele e o lateral esquerdo Filipe Luis, do Atlético de Madri, que também participou da final em Milão, começam a treinar com o grupo do Brasil.

A expectativa não é que Casemiro comece a Copa América como titular, mas as demonstrações de novos experimentos táticos feitas por Dunga no amistoso contra o Panamá indicam que o técnico pensa em alternativas para a seleção sem um primeiro volante - Luiz Gustavo deixou o jogo no intervalo, e Dunga abandonou o 4-1-4-1 para testar o time no 4-4-2 e no 4-2-3-1 usando apenas Elias e Renato Augusto como meio-campistas mais defensivos.

Quando não esteve lesionado, Luiz Gustavo foi titular em todas as partidas da seleção brasileira sob o comando de Dunga desde que o técnico voltou ao comando, após a Copa do Mundo de 2014. No entanto, é a maior versatilidade de Casemiro e sua excelente fase pelo Real Madrid que ameaçam o lugar do atual titular na equipe. Luiz Gustavo é primeiro volante e moldado para jogar no 4-1-4-1, mas não é o jogador que Dunga espera para os outros esquemas, com volantes mais construtores e ofensivos, como Elias. É aí que Casemiro ganha: apesar de hoje ser primeiro volante no Real Madrid, já jogou muitas vezes como segundo volante ou até mais avançado.

Casemiro cresceu muito no Real Madrid a partir do momento em que o francês Zinédine Zidane foi escolhido para assumir o comando do time como técnico, em janeiro de 2016. Fixado como primeiro volante titular da equipe, começou a ganhar elogios frequentes e chegou à véspera da final da Liga dos Campeões sendo citado como o destaque do Real pelo técnico rival, o argentino Diego Simeone, do Atlético.

Na seleção brasileira, Dunga tem apostado prioritariamente em jogadores que possam fazer mais de uma função em campo, como Elias e Renato Augusto já fazem. Kaká, por exemplo, é meia ofensivo central de ofício, mas na seleção tem jogado pelos lados; Rodrigo Caio, capitão da seleção olímpica, foi convocado como zagueiro, mas estreou contra o Panamá no segundo tempo como volante.

A seleção brasileira estreia na Copa América no sábado (4), contra o Equador, pelo Grupo B, em Pasadena. Enquanto isso, a equipe de Dunga se mantém concentrada em Manhattan Beach, em Los Angeles, próxima ao local que sediará a estreia no torneio - os treinos acontecem no StubHub Center, casa do Los Angeles Galaxy. O grupo do Brasil conta ainda com Peru e Haiti. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos