Como está a situação dos jogadores da seleção envolvidos no Mercado da Bola

Do UOL, em São Paulo

  • Ron Chenoy-29.mai.2016/USA TODAY Sports

    Gabigol comemora gol do Brasil no amistoso contra o Panamá

    Gabigol comemora gol do Brasil no amistoso contra o Panamá

Como de costume, jogadores que chegam à seleção brasileira viram destaque no mercado da bola, especialmente se ainda atuarem no futebol brasileiro. É o caso de Gabigol, por exemplo. O atacante tem visto seu nome ser em manchetes ligadas ao futebol do Velho Continente, mais especificamente, da Itália. A Fiorentina seria a principal interessada em tirar o atacante do Santos.

Jason Connolly-29.mai.2016/AFP
Lucas Lima em ação contra o Panamá

Apuração do blogueiro PVC, do UOL Esporte, diz que ele não vai para a Fiorentina. O jogador, no entanto, não comenta a sua situação e diz que o foco é apenas na Copa América. A frase, aliás, virou mantra dos atletas concentrados nos Estados Unidos quando questionados sobre uma possível negociação.

Lucas Lima, outro que já declarou que via o momento certo de deixar a Vila Belmiro, quando questionado, evita falar sobre o assunto e só dá respostas vazias sobre o assunto.

Jason Connolly-29.mai.2016/AFP
O lateral direito Daniel Alves

Daniel Alves seguiu linha parecida. Apesar de já ser mais experiente, o lateral direito não quis comentar a sua possível saída do Barcelona. Apesar de não negar que poderá deixar a Espanha, o atleta não confirmou que a Juventus é seu possível destino usando a desculpa de estar concentrado apenas na Copa América.

Marquinhos, destaque por ainda ter idade olímpica, já mostrou satisfação por ser lembrado pelo Barcelona, mas é outro que foge das perguntas quando o assunto é deixar o PSG.

Como já fez exames, assinou e teve a sua saída anunciada, Alisson é uma das exceções. O goleiro já fala como jogador da Roma, clube que defenderá após a Copa América. Ederson, outro que teve seu nome vinculado a uma possível troca do Benfica para o Manchester City, por causa da admiração do técnico Pep Guardiola pelo seu futebol, não fala no assunto.

O mercado chinês ainda está de olho na seleção brasileira. Além de já contar com Renato Augusto e Gil, os orientais pensam em contratar Willian, do Chelsea, e Jonas, do Benfica. Os dois dizem que não pensam em atuar do outro lado do mundo neste momento. 

Ron Chenoy-29.mai.2016/USA TODAY Sports
O atacante Jonas comemora gol do Brasil sobre o Panamá

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos