Médico não garante Ederson e Rafinha nas Olimpíadas e revela mais 2 dúvidas

Danilo Lavieri e Guilherme Palenzuela

Do UOL, em Los Angeles

  • Rafael Ribeiro / CBF

    Kaká passou a ser dúvida da seleção brasileira para o resto da Copa América

    Kaká passou a ser dúvida da seleção brasileira para o resto da Copa América

Ederson e Rafinha não podem ser confirmados como certezas na lista de Dunga para as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (31), o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, explicou o motivo do corte dos dois e que a presença da dupla nos Jogos dependerá do tratamento médico de ambos.

Mais do que isso. Lasmar ainda anunciou que Kaká e Fabinho se queixaram de dores após o amistoso contra o Panamá, por 2 a 0. Os dois ficarão sob observação e já não farão parte dos treinos desta terça em Los Angeles.

"O Rafinha já se apresentou conosco se queixando de uma dor após o jogo do Barcelona. Ele se apresentou com dor, fizemos trabalho regenerativo e fizemos um exame de imagem que mostrou uma lesão muscular. Pelo tipo e gravidade, optamos por manter o atleta em tratamento e vimos uma evolução nos primeiros dias, mas não tinha uma melhor tão importante para lesão da Copa América. Tendo essa informação, optamos por desconvocar o atleta por uma questão médica", explicou.

"O Ederson apresentou uma dor no púbis, não conseguia treinar. Foi desconvocado e foi encaminhado para Portugal, para seguir o tratamento para estarmos ciente da evolução para passar ao treinador para quando ter a convocação eles estejam cientes da condição no momento. Os dois precisam de tratamento e eu já encaminhei aos respectivos clubes os exames para que eles possam melhorar", completou.

Além de Ederson e Rafinha, a seleção já cortou Douglas Costa e Ricardo Oliveira, que foram substituídos por Kaká e Jonas. O problema para a comissão é que Kaká já apresentou problemas físicos.

"Nós procuramos individualizar as situações de cada atleta. Hoje, tanto o Kaká quanto o Fabinho não vão treinar, vão fazer trabalho de fisioterapia. Estão com fadiga pós-treinamento.  Estão com desconforto, é importante observar os dois e se for necessário poderemos aumentar a observação e fazer exames", completou.

No treino desta terça-feira, Rogério Ceni fez a sua primeira participação como auxiliar pontual e ajudou até Taffarel na hora de preparar os goleiros Alisson e Daniel Alves. Os jogadores foram divididos em três grupos e trabalharam toque bola sob pressão e marcação em campo reduzido.

Por fim, Lasmar afirmou que a situação de Daniel Alves, que tem uma fascite plantar, é antiga e não preocupa, e disse que Filipe Luís, que deixou a final da Liga dos Campeões mancando, não preocupa neste momento.

"Ele (Filipe) se apresentou cansado após um jogo de 120 minutos, já esperávamos isso. Tem o desgaste de viagem e jogo, vão fazer um trabalho regenerativo, com corrida leve no campo e devem treinar com bola amanhã", explicou.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos