Pressionado, São Paulo pede agilidade do Porto para renovar com Maicon

Vanderlei Lima

Do UOL, em São Paulo

  • Robson Ventura-2.abr.2016/Folhapress

A indecisão sobre o futuro de Maicon tem incomodado a diretoria do São Paulo. Em entrevista ao UOL Esporte, Luiz Cunha, diretor de futebol do clube, cobrou agilidade do Porto, clube que detém os direitos do zagueiro, para resolver a questão.

"Não posso entrar em detalhes, mas no que depender do São Paulo, será resolvido o mais rápido possível. O problema é que o Porto não está dando o mesmo tom de rapidez que a gente gostaria de ter, não está respondendo com a mesma temeridade que a gente gostaria de ter neste processo", explicou.

Contratado por empréstimo em fevereiro, Maicon tem contrato com o São Paulo até 30 de junho. Como afirmou o diretor executivo de futebol do São Paulo, Gustavo Vieira de Oliveira, na última semana, o time não definiu com o Porto a extensão do vínculo, caso o time do Morumbi chegue à semifinal da Libertadores, que será disputada em julho.

"O objetivo principal do São Paulo é manter o jogador até o fim da Libertadores. Depois, tentaremos até o fim do ano e gostaríamos de tê-lo para sempre. Na pior das hipóteses, que ele jogue até o final da Copa Libertadores", continuou Cunha, que tenta entender o motivo da demora do clube português.

"Eles (Porto) não devem ter alguém com autoridade no momento, porque tiveram eleição recentemente, ou querem ainda valorizar mais o atleta. Não consigo entender, posso estar imaginando 10 alternativas e nenhuma delas seja a verdadeira", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos