Itália encerra testes para Euro-2016 com vitória segura sobre Finlândia

Do UOL, em São Paulo

Com Buffon poupado por Antonio Conte, a Itália encerrou seus testes pré-Eurocopa com uma vitória segura, porém não empolgante, sobre a Finlândia. No Estádio Marcantonio Bentegodi, em Verona, os tetracampeões mundiais e atuais vice-campeões europeus venceram por 2 a 0 sem tomar nenhum susto defensivo.

Agora, a seleção muda a atenção para a Bélgica, contra quem ela estreia no Grupo E da Euro-2016 na próxima segunda-feira (13). Para se classificar, os italianos terão que superar que também conta com a Suécia e a Irlanda. A Finlândia não participará do torneio continental.

Olivier Morin/AFP

Quem foi bem: Candreva é sopro de criatividade

A Itália tem problemas claros no ataque, mas pelo menos um dos seus jogadores mostrou a inspiração necessária para balançar as redes adversárias. Escalado pela direita na linha de cinco meio-campistas, o meia-atacante Candreva criou as jogadas de ambos os gols italianos e foi o principal foco das investidas ofensivas da equipe, mostrando ser a melhor arma do ataque

O jogo da Itália: domínio completo

Sem seus melhores organizadores - Verratti e Marchisio - disponíveis para jogar na Euro, a Itália atuou com quatro meia-atacantes velozes, mas não acostumados a parar a bola para armar. Sem um jogador mais cerebral, os comandados de Antonio Conte tiveram dificuldades na criação, mas saíram na frente com boa jogada individual de Candreva, que sofreu pênalti que ele mesmo cobrou com sucesso. Fora esse breve momento de inspiração do jogador da Lazio, o ataque da Itália foi extremamente ineficiente, apesar de chutar mais e ter a bola por muito mais tempo. O segundo gol teve origem em nova jogada de Candreva, um cruzamento na medida para De Rossi, que entrara no lugar de Thiago Motta.

Antonio Calanni/AP
3-5-2 escalado por treinador tem surtido efeito

Conte deixa defesa sólida, mas vê pobreza ofensiva

O time pode não ser o melhor possível pelos desfalques, mas a estrutura defensiva montada por Antonio Conte tem dado resultados. De acordo com dados da Opta Sports, a seleção italiana repetiu a eficiência do primeiro tempo contra a Escócia na etapa inicial contra os finlandeses, períodos em que o time não levou nenhum gol. Ofensivamente, a equipe teve um volume grande de finalizações que não resultaram em gol, mostrando onde está a deficiência da Itália.

FICHA TÉCNICA

Itália 2 x 0 Finlândia
Data: 6/6/2016
Local: Estádio Marcantonio Bentegodi, em Verona (Itália)
Hora: 15h45 (de Brasília)
Gols:  Candreva, 27' do primeiro tempo, De Rossi, 26' do segundo tempo (Itália)

Itália: Sirigu, Barzagli, Bonucci (Ogbonna) e Chiellini; Candreva (Bernardeschi), Parolo, Thiago Motta (De Rossi), Giaccherini (Sturaro) e El Shaarawy; Zaza (Pellé) e Immobile. Técnico: Antonio Conte

Finlândia: Hradecky, Toiviu, Arajuuri, Halsti; Arkivuo, Ring (Lam), Sparv, Hetemaj e Uronen (Raitala); Pukki (Lod) e Eremenko. Técnico: Hans Backe

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos