Cartola uruguaio dispara contra Copa América nos EUA: "armada para México"

Do UOL, em São Paulo

  • Xinhua/Isaías Hernández/NOTIMEX

A estreia tumultuada do Uruguai na Copa América rendeu um desabafo e uma acusação do presidente da Associação  Uruguaia de Futebol, Wilmar Valdez. Em entrevista à Sport 890, o cartola disse que se trata de um "torneio armado para o México", mas não entrou em detalhes sobre a sua suspeita.

Seguindo a linha de raciocínio, Wilmar disse que foi um erro organizar a edição comemorativa dos 100 anos da Copa América nos Estados Unidos. "Poderá ser um grande torneio no marketing e no show, mas o futebol sul-americano é outra coisa", disse.

Os uruguaios deixaram o campo irritados com a arbitragem na derrota por 3 a 1 para os mexicanos, no último domingo. A partida, que teve duas expulsões, ainda ficou marcada por uma discussão entre o técnico do México, Juan Carlos Osorio, e o zagueiro José María Giménez.

"Tomamos um banho de cerveja (na tribuna). Isso não pode acontecer, em um evento destes deve haver todas as garantias. O fim da partida foi muito quente. Houve uma discussão com o técnico do México", afirmou.

Wilmar Valdez ainda disse que fez uma queixa informal junta à Conmebol e não vai esquecer o que ocorreu na partida. "É difícil fazer uma reclamação sem provas, mas vamos seguir com o assunto", prometeu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos