Federação dos EUA nega que país será sede permanente da Copa América

Do UOL, em São Paulo

  • Elise Amendola/AP

    Presidente da Federação de Futebol dos EUA negou que haja conversas sobre o futuro da Copa América

    Presidente da Federação de Futebol dos EUA negou que haja conversas sobre o futuro da Copa América

O presidente da Federação de Futebol dos Estados Unidos (US Soccer), Sunil Gulati, negou a informação de que o país norte-americano possa se tornar sede permanente da Copa América. A possível negociação foi noticiada pela "ESPN" do México.

O dirigente nega que tenha havido uma reunião entre a US Soccer, a Concacaf e a Conmebol para tratar sobre o tema. A edição comemorativa de 100 anos da Copa América está sendo disputada nos Estados Unidos.

Nesta terça-feira (7), a ESPN noticiou que o acordo estava perto de ser concluído. Dois dirigentes da Concacaf teriam confirmado para o canal que o torneio passaria a acontecer a cada quatro anos, sempre nos Estados Unidos.

"Ontem, conversei com Victor (Montagliani, novo presidente da Concacaf). Não houve nenhuma conversa sobre nada relacionado à Conmebol", afirmou Gulati, em declarações reproduzidas pela "ESPN" do México. "Dessa maneira, não há nada iminente, não há planos, nem discussões. Dito isto, pode haver discussão sobre isso? Claro, mas não aconteceu nada até agora".

"Se fomos pensar em um evento em conjunto (Conmebol e Concacaf) no futuro, não precisaria ser uma Copa América. Seria um novo evento, em que poderia ter números iguais de equipes, e todas essas coisas que são específicas da Copa América não teriam lugar", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos