Ex-técnico da seleção da Nigéria, Stephen Keshi morre aos 54 anos

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / BEN STANSALL

 O ex-treinador da seleção da Nigéria e ex-jogador de futebol Stephen Keshi morreu na madrugada desta quarta (08), aos 54 anos, informou a Federação Nigeriana de Futebol. Keshi sofreu um ataque cardíaco e não resistiu.  

"Stephen Keshi foi embora para ficar ao lado de sua esposa", diz o comunicado emitido pela família de Keshi. A carta explica que o ex-jogador e treinador estava sofrendo muito desde o final de 2015, quando sua esposa Kate morreu. Ele havia voltado para a Nigéria para ficar com ela  e estava planejando sair de lá quando sofreu uma parada cardíaca. Agora ele está descansando". 

A Fifa também lamentou a morte do treinador através de sua conta no Instagram.  "Keshi foi um super-herói". Estas palavras são do presidente da Federação Nigeriana de Futebol, Amaju Pinnick, e resumem o impacto de um verdadeiro titã do futebol africano. Keshi ganhou a #AFCON  (Copa Africana de Nações) como jogador e treinador, ajudou o seu país a sua primeira Copa do Mundo como jogador e foi o primeiro treinador africano a levar a seleção para as oitavas de final de um Mundial. Ele faleceu tragicamente aos 54 anos. Adeus Big Boss".

Stephen Keshi esteve na Copa do Mundo do Brasil, em 2014, comandando a seleção da Nigéria. Ele foi treinador da equipe de 2013 até o final da Copa do Mundo, quando chegou às oitavas de final da competição. Depois disso, o contrato do comandante acabou não sendo renovado. 

Keshi também foi o técnico de Mali e Togo. O treinador conseguiu classificar Togo para a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha. 

Como jogador, disputou a Copa do Mundo dos Estados Unidos-1994. Também jogou nos clubes belgas Lokeren e Anderlecht.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos