Plano da Euro bombar em redes sociais teve gafes com Hitler e País de Gales

João Henrique Marques

Em colaboração para o UOL, em Paris (França)

  • CHARLES PLATIAU/ REUTERS

Vítima de "pegadinha", a UEFA reforçou cuidado extra com as redes sociais na organização da Eurocopa 2016. A partir de agora, nenhum robô será acionado para gerar mensagens, sendo os perfis conduzidos por humanos. Isso faz parte de  uma tentativa de evitar deslizes como o nome de Adolf Hitler, líder da Alemanha nazista, sendo colocado como torcedor da Polônia, país dominado na Segunda Guerra Mundial.

O fato aconteceu pouco após do sorteio dos grupos da Eurocopa, em dezembro. A conta do torneio, que tem entre 655 mil seguidores, iniciou ação convidando os seguidores a enviarem mensagem em seus perfis com a #SupportYourTeam (apoie seu time). Recados eram exibidos através de seleção automática feita por máquinas. Depois da aparição do perfil Hitler, a ação foi cancelada.

"Pedimos desculpas pelos nomes ofensivos e de mau gosto gerados por pessoas que participaram mais cedo da brincadeira para fãs. Ela está fechada agora.", postou o Twitter da Eurocopa pouco depois.

Reprodução/Twitter

Em outro comunicado, a UEFA colocou o serviço de robôs como culpado. Agora, avisa que não opera mais com máquinas na divulgação da Eurocopa em redes sociais.

A ação com o #SupportYourTeam ainda existe para a conta da Eurocopa. No entanto, ela é feita pessoalmente, em barracas espalhadas pela Fan Zone (zona de fãs) montadas pela Uefa em cidades da França. Nos locais, sempre há a supervisão de um voluntário da entidade.

A preocupação da UEFA em movimentar o Twitter é grande. A Euro 2016 é a primeira a contar com perfil do mascote na rede social. Na tentativa de popularizar "Super Victor", o super-herói escolhido, a conta tem mais de um ano e quase 6 mil seguidores.

A modernidade também fez a UEFA cometer outra grande gafe recente. O aplicativo lançado sobre a Eurocopa simplesmente ignorou a presença do País de Gales, um dos 24 classificados para o torneio.

"Problemas técnicos ocasionaram o problema com o País de Gales. Pedimos desculpa a essa importante nação˜, divulgou a UEFA 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos