Novo técnico do Água Santa, filho de Pelé revela mágoa e vê prisão injusta

Do UOL, em São Paulo

  • Michael Sanches/NetunoPress

    Edinho revela mágoa por suposta prisão indevida

    Edinho revela mágoa por suposta prisão indevida

O ex-jogador Edinho, que também é filho de Pelé, assumiu o cargo de técnico do Água Santa após superar diversos problemas pessoais.

Em entrevista ao "Esporte Fantástico", o treinador abriu o jogo sobre os diversos problemas em que se envolveu nos últimos anos. Edinho chegou a ser acusado de lavagem de dinheiro e ligação com o tráfico de drogas. Atualmente, ele recorre de uma condenação em um processo que corre em sigilo de justiça, mas isso não o impediu de assumir o cargo de técnico.

"Foi terrível passar por aquilo ali sem merecer. Não sou santo, não sou nenhum ingênuo, porém fui acusado de coisas que não fiz. Não admito e não vou assumir o que não fiz", revelou Edinho, em entrevista que será exibida no próximo sábado.

Ainda segundo Edinho, ele ainda guarda mágoa por ser constantemente lembrado pelos noticiários policiais, com sua carreira esportiva ficando em segundo plano. O ex-jogador cumpriu pena na penitenciária de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, enquanto brigava para provar sua inocência.

"Era um inferno para todos que estavam ali. É uma realidade dura por ser privado da liberdade, e o dia a dia é muito doido. Evidente que cada um tem sua história de vida, um preço a pagar, mas o que tornou mais difícil minha questão é que não merecia estar ali", salientou o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos