Jornal: Goleiro da Espanha na Euro é envolvido em caso de abuso sexual

Do UOL, em São Paulo

  • GIUSEPPE CACACE/AFP

    De Gea tem sido titular da Espanha e do Manchester United

    De Gea tem sido titular da Espanha e do Manchester United

O goleiro De Gea, do Manchester United, e o atacante Muniain, do Athletic Bilbao, foram acusados de participar de um caso de abuso sexual na Espanha. A denúncia foi revelada pelo jornal El Diario, que exibiu documentos da Justiça espanhola com a acusação.

Um terceiro jogador também foi citado no processo. De acordo com o El Diario, o atleta defendia o Athletic Bilbao. Mas, conforme publica o El Confidencial, o terceiro personagem seria Isco, hoje no Real Madrid.

A acusação principal é contra Ignacio Allende Fernández, empresário do mundo pornô, que é investigado como um dos cabeças da prostituição no país. No entanto, em parte, os jogadores de futebol são citados em episódio de abuso.

O nome da testemunha não foi revelado pela Justiça espanhola por questões de segurança. Mas, segundo o relato, ela e uma outra garota foram conduzidas por Fernández até o quarto de um hotel cinco estrelas em que estavam Muniain.

"Tanto a garota como a testemunha foram abusadas sexualmente pelos dois jogadores, já que quando se negavam a fazer sexo, eram agredidas por eles. Eles fizeram ameaças para o que aconteceu no quarto nunca se tornasse público", diz trecho relatado pelo jornal.

A testemunha disse que chegou a pedir para ir embora, mas foi proibida até que realizasse todos os desejos dos jogadores. Ela também foi proibida de fazer qualquer imagem do evento para que eles não tivessem suas carreiras prejudicadas.

De Gea não teria participado diretamente das agressões. Ele foi apenas o responsável por negociar com a garota.

O processo ainda incorporou uma troca de mensagens entre a testemunha e De Gea em busca de identificar quem era o segundo jogador que estava no quarto. O dinheiro pelo programa feito nunca foi repassado para a garota.

Em uma conversa com De Gea, a garota chegou a receber uma nova proposta para fazer um programa com ele e outros quatros jogadores de Manchester United. Não há evidências que esse programa foi realizado.

Na época do caso, em 2012, De Gea e Muniain eram companheiros de seleção sub-21 da Espanha. O goleiro tem sido titular da seleção espanhola na preparação para Euro.

O goleiro deu uma entrevista coletiva na concentração da Espanha para explicar o caso nesta sexta. Inicialmente, a federação espanhola manteve os planos originais e escalou o lateral Bellerín e o atacante Aduriz para falar com a imprensa. Somente depois disso é que De Gea apareceu, negando as acusações e garantindo que disputará a Eurocopa.

Segunda denúncia

Outra testemunha também citou De Gea. A jovem de 17 anos disse ter sido gravada por Fernández para vídeos que seriam enviados para o goleiro do United e mais alguns jogadores do Athletic Bilbao.

Procurados pelo jornal, os representantes de De Gea não foram localizados. Já o empresário de Muniain disse não saber da história. "Desconhecemos completamente o assunto, ninguém da polícia entrou em contato conosco para obter nenhum tipo de informação.

Troca de mensagens

O jornal Sport achou uma troca de mensagens entre Fernández, Muniain e De Gea pelo Twitter em 2011. Uma delas, do empresário para o atacante, traz a palavra "orgia" em maiúsculo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos