Mercado da bola: veja jogadores pouco utilizados e que podem ser negociados

Do UOL, em São Paulo

  • Ale Cabral/Folhapress

    Rildo tem vários concorrentes no elenco e seria liberado pelo Corinthians com facilidade

    Rildo tem vários concorrentes no elenco e seria liberado pelo Corinthians com facilidade

A busca por um elenco melhor para a sequência da temporada continua. As diretorias dos clubes estão de olho no mercado e qualquer reforço pode ser bem-vindo, sejam jogadores em evidência ou não. Pensando neste 'segundo caso', o UOL Esporte fez uma lista dos times que têm jogadores 'esquecidos' ou pouco aproveitados e que não será surpresa caso sejam envolvidos em negociações. Confira:

Atlético-MG

Lauro (Goleiro) - Contratado no período em que Victor e Giovanni estavam machucados, o goleiro sequer jogou. Com todos recuperados e contrato até o final ano, é certo que vai deixar a Cidade do Galo em breve.

Alex Silva (Lateral direito) - Revelado pelo próprio Atlético, o jogador foi bastante utilizado por Levir em 2014. Em 2015 foi emprestado para o Sport, mas pouco jogou e ainda se machucou. Disputou o Paulista pela Ferroviária. É nome que não faz parte dos planos da comissão técnica.

Fillipe Soutto (Volante) - Titular com Cuca no segundo turno do Brasileiro de 2011, o volante não conseguiu emplacar após um começo promissor. Rodou por vários clubes. O último foi o Linense, no Paulista. Também não vai ser aproveitado.

Leleu (Meia) - Campeão da Libertadores, o meia está em fase final de recuperação de uma lesão no joelho e também não faz parte dos planos de Marcelo Oliveira.

Marion (Atacante) - Campeão da Copa do Brasil de 2014, inclusive atuando contra o Flamengo na semifinal, retornou ao Galo após uma temporada no futebol árabe. Está na lista de empréstimo e também não vai ficar em BH.

Neto Berola (Atacante) - Com o fim do empréstimo ao Santos, o atacante sequer retornou à Cidade do Galo, já que sabe que não faz parte dos planos do Atlético para 2016.

Botafogo

Jean (Lateral esquerdo) - Foi muito mal nas chances que teve e acabou sendo vaiado. Não tem sido aproveitado por Ricardo Gomes.

Lucas Zen (Volante) - Volante está completamente fora dos planos e treina em grupo alternativo.

Octávio (Meia) - Perseguido pela torcida após reclamar das vaias durante um jogo, está sem espaço e pode voltar a jogar em caso de empréstimo.

Corinthians

Rildo (Atacante) - Sem jogar desde setembro do ano passado por uma série de lesões, o atacante só fica em contrato no Corinthians até dezembro. Com vários concorrentes no elenco, seria liberado pelo clube com facilidade. Outros negócios só não ocorreram por conta das contusões. 

Cássio (Goleiro) - Após perder a posição para Walter no Corinthians, há um consenso interno de que o melhor caminho para o goleiro é se transferir. O clube não se mostra inclinado a facilitar uma transferência, mas certamente está aberto a negócios interessantes do ponto de vista financeiro.

Cruzeiro

Fabrício Bruno (Zagueiro) - Revelado nas categorias de base do Cruzeiro, ele não é utilizado. Apareceu em algumas listas de relacionados graças às lesões de Manoel e Dedé, mas não está nos planos da comissão técnica e pode ser emprestado.

Marciel (Volante) - O atleta veio por empréstimo do Corinthians em troca da liberação de Willians. Contudo, foi raramente utilizado, tanto com Deivid quanto durante a gestão de Paulo Bento. 

Bruno Nazário (Meia-atacante) - Contratado junto ao Hoffenheim, da Alemanha, ele não convenceu ainda. Os dois treinadores que passaram pela Toca da Raposa II não utilizaram o atleta com frequência e um empréstimo não está completamente descartado.

Flamengo

Canteros (Volante) - O argentino perdeu espaço desde o final da última temporada. Ele interessa ao Sport e também é avaliado como um jogador com potencial de mercado pela diretoria.

Thiago Santos (Atacante) - O atacante jamais emplacou no Flamengo. Apareceu timidamente no último Campeonato Carioca, mas dificilmente voltará a ser utilizado.

Nixon (Atacante) - Sofreu com problemas físicos e não joga desde 2014. Ele volta aos poucos a ser relacionado, mas não está entre as primeiras opções no setor ofensivo.

Fluminense

Nogueira (Zagueiro) - Zagueiro sofre com a falta de espaço e tem tido pouquíssimas oportunidades.

Marlon Freitas (Volante) - Volante não agradou o técnico Levir Culpi e não deverá ter oportunidades.

Robert (Meia) - De volta do Barcelona B, será avaliado pela comissão técnica. Um empréstimo não está descartado.

Matheus Pato (Atacante) - Nem mesmo a saída de Fred pode aumentar as possibilidades de o atacante jogar.  Flu não dificultaria um empréstimo.

Grêmio

Tiago Machowski (Goleiro) - Foi muito mal quando utilizado no ano passado, perdeu espaço até entre os reservas e já negociou com dois clubes, sem sucesso.

Breno (Lateral esquerdo) - Esteve no Vitória de Guimarães, de Portugal, mas o clube preferiu não exercer o direito de compra. Agora procura novo clube treinando no 'time B'. Tem contrato até março de 2017. 

Guilherme Amorim (Volante) - Esteve emprestado ao Londrina e ao Oeste, retornou sem chances e procura novo clube até o fim do contrato, em agosto. 

Leandro Canhoto (Meia) - Com contrato até 2018 com o Grêmio, o meia voltou de empréstimo do Paysandu e não terá espaço no elenco principal. 

Internacional

Maurides (Atacante) – Voltou de empréstimo do Arouca, de Portugal, e provavelmente será novamente emprestado.

Maike (Atacante) – Voltou de empréstimo do Audax. Tem contrato até o fim do ano. Inter tenta renovar; se não conseguir, vai negociar.

Bruno Baio (Atacante) - Não deu a resposta que o Internacional esperava depois de ser promovido ao time profissional. Deve ser emprestado para ganhar mais experiência.

Ponte Preta

Wellington (Zagueiro) - Veio emprestado pelo Palmeiras e não está sendo aproveitado pelo técnico Eduardo Baptista.

Santos

Alison (Volante) - Perdeu espaço com a volta de Dorival Júnior. O volante participa dos treinos, fica como opção no banco de reservas, mas não é considerado um atleta inegociável. No entanto, Dorival prefere volantes que saibam sair para o jogo.

Valencia (Volante) - Santos tenta empurrá-lo para outros clubes, mas não consegue. Jogador tem salário considerado alto para ficar no banco de reservas. Foi titular na campanha do título paulista do ano passado, mas depois que operou o joelho, no meio de 2015, nunca mais voltou a figurar entre os 11.

Leandrinho (Meia) - O volante só aguarda alguns detalhes de negociação para ser emprestado ao Audax, que fez parceira com o Oeste, e deve disputar o Campeonato Brasileiro da Série B. O atleta só foi utilizado por Dorival Júnior quando o treinador escalou somente reservas na Copa do Brasil. Com a chegada de Yuri, e os titulares Thiago Maia e Renato em boa fase, a chance de Leandrinho voltar a ter chances no Santos é 'quase zero'.

Lucas Crispim (Atacante) – Dorival Júnior vetou sua saída para o Audax, mas a ideia da diretoria santista é emprestá-lo para ganhar mais experiência.

Patito (Atacante) - O argentino é considerado o 'grande peso' do elenco. Patito recebe R$ 250 mil mensais, e irrita a diretoria santista pois faz parte da lista dos contratos considerados prejudiciais ao clube realizados pela antiga gestão, do ex-presidente Odílio Rodrigues, expulso do quadro associativo do clube por gestão temerária. Patito tem contrato até 20 de julho e já foi avisado que não terá o seu vínculo renovado.

Vasco

 Aislan (Zagueiro) - Não vinha sendo aproveitado e podia sair. Porém, com a saída do Rafael Vaz agora, a tendência é que passe pelo menos a frequentar mais o banco de reservas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos