São Paulo foi à Colômbia monitorar Nacional e não se vê inferior ao rival

Marcello De Vico e Vanderlei Lima

Do UOL, em Santos e São Paulo

  • AP Photo/Fernando Vergara

    Pintado observou o Atlético Nacional no jogo de quartas de final do Colombiano

    Pintado observou o Atlético Nacional no jogo de quartas de final do Colombiano

O apito inicial da primeira semifinal entre São Paulo e Atlético Nacional, pela Copa Libertadores, acontece apenas daqui a (quase) um mês, no dia 6 de julho, no estádio do Morumbi. Fora de campo, porém, o duelo entre as equipes já começou. No último fim de semana, o ex-jogador Pintado, hoje assistente técnico do time tricolor, esteve em Medellín para acompanhar o futuro adversário do São Paulo, que alcançou as semifinais do Campeonato Colombiano ao passar pelo Águilas Douradas após disputa nos pênaltis – os jogos de ida e volta terminaram empatados por 1 a 1.

Além do time em si, Pintado contou ao UOL Esporte, logo após chegar de viagem, que teve a oportunidade de analisar o ambiente do estádio Atanasio Girardot, palco do segundo jogo da semifinal entre São Paulo e Atlético Nacional, marcado para o dia 13 de julho, em Medellín.

"Eu pude sentir o ambiente, como vai ser, pude conhecer melhor o que nós vamos enfrentar. É um jogo muito difícil... O São Paulo vai ter um adversário muito difícil, principalmente jogando na Colômbia, no seu estádio, com a sua torcida. Eu acho que o Nacional é uma equipe muito forte, mas não vejo ela superior ao São Paulo. Vai ser um jogo muito difícil, eu acho que é um jogo de equipes iguais e quem souber aproveitar vai levar vantagem", disse Pintado.

Assim como nas oitavas de final e nas quartas, contra Toluca-MEX e Atlético-MG, respectivamente, o São Paulo volta a decidir o confronto fora de casa. E nos dois jogos de ida, apoiado por seu torcedor, o time tricolor fez 4 a 0 e 1 a 0, levando boa vantagem para a volta.

"Eu acho que é muito importante o fator Morumbi, fator torcedor... O nosso torcedor tem ajudado muito o São Paulo nessa recuperação. Todos são importantes, mas o nosso torcedor tem tido um papel fundamental para nossa recuperação, eles realmente estão carregando a gente e estão nos apoiando no momento certo. E você jogar a Libertadores dentro do Morumbi, com nosso torcedor a favor, esse São Paulo fica muito forte para jogar contra qualquer equipe do mundo", acrescentou.

Depois de observar de perto o Atlético Nacional, Pintado deu detalhes sobre o time que já perdeu Copete (para o Santos) e pode ter ainda mais jogadores saindo até a semifinal da competição sul-americana.

"É uma equipe muito bem organizada, muito rápida na frente. Estão perdendo alguns jogadores importantes, mas também já estão buscando reforços. Essa equipe é muito forte quando joga dentro de casa e é uma equipe que busca jogar com o regulamento fora de casa. É uma equipe madura e que joga em velocidade. É o que o São Paulo vai enfrentar", finalizou.

Antes do primeiro jogo da semifinal da Libertadores, o São Paulo tem pela frente outras cinco partidas, todas válidas pelo Brasileiro, pela ordem: Atlético-PR e Vitória, no Morumbi, Flamengo, fora de casa, Sport, no Morumbi, e Santos, na Vila Belmiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos