Por que o Grêmio sondou Cássio mesmo com Grohe em alta

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Na última semana, uma sondagem do Grêmio ao goleiro Cássio, do Corinthians, pegou todos de surpresa. O camisa 1 corintiano esteve em pauta na capital gaúcha por uma série de motivos. Mesmo com Marcelo Grohe, a ideia de contratar o jogador foi avaliada por um planejamento futuro do comando gremista. 

Dois cenários foram desenhados. No primeiro deles, Marcelo Grohe permaneceria nesta janela no Tricolor. Sendo assim, Cássio poderia ser útil visando o futuro. Isso porque dois dos cinco goleiros que formam o elenco principal gremista têm vínculos próximos do fim. 
 
Bruno Grassi vê sua ligação ao Tricolor se encerrar em abril do ano que vem. Douglas, emprestado pelo Corinthians, tem contrato apenas até o fim deste ano. Como o Grêmio não pretende usar Tiago Machowski - que até está treinando separado dos demais - restariam apenas Grohe e Léo no grupo. Cássio seria a segurança de um concorrente forte pela camisa 1. 
 
Em um segundo quadro, Grohe poderia sair imediatamente. Sondagens vindas da Turquia e a proximidade da abertura da janela de transferências, de certa forma, animam o clube. Enfrentando ainda uma dura situação financeira, o Grêmio tem em Marcelo o único jogador cujos direitos pertencem 100% ao clube. Vendê-lo seria uma alternativa interessante para os cofres. E o preço não poderia ser baixo, por se tratar de um jogador de seleção e ainda com contrato até 2020. 
 
Sem Grohe, Cássio seria opção até 'mais barata'. O salário do goleiro corintiano é inferior ao recebido pelo gremista atualmente. "Pode evoluir no futuro? Sim, pode. Mas por enquanto não temos nada", disse o presidente Romildo Bolzan Júnior. 
 
A conversa não passou de uma consulta porque o Grêmio quer esperar os próximos passos. Se as sondagens a Grohe virarão proposta, se o Corinthians irá facilitar a saída de Cássio, tudo isso será analisado para uma eventual proposta, que ainda não aconteceu. 
 
Caso opte por não dar sequência no interesse, de qualquer forma, o Tricolor irá analisar seu quadro de goleiros para o ano que vem. Grassi dificilmente renova, mas as categorias de base não oferecem um jogador pronto para ocupar espaço no elenco imediatamente. Léo viraria suplente imediato e outro jogador precisaria ser contratado. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos