Tite deixa reunião em silêncio, pede tempo e frustra CBF

Pedro Ivo Almeida e Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Reprodução/Twitter

    Antes de viajar para o Rio, Tite treinou normalmente o Corinthians

    Antes de viajar para o Rio, Tite treinou normalmente o Corinthians

Tite deixou o Rio de Janeiro de helicóptero com uma proposta da CBF para assumir a seleção brasileira, depois de uma reunião de mais de três horas, na noite desta terça-feira (14), na sede da confederação na Barra da Tijuca. A entidade comandada por Marco Polo del Nero ainda aguarda a resposta do treinador para saber se anunciará o sucessor de Dunga. A decisão frustrou a CBF, que esperava fazer o anúncio do novo treinador ainda nesta terça-feira - todos os setores da entidade estavam mobilizados para a confirmação.

"Foi uma boa primeira conversa, ainda não conclusiva, as partes agora retomam brevemente o assunto entre elas", afirmou Douglas Lunardi, diretor de comunicação da CBF. "Não vamos marcar nenhuma data (para a resposta). O mais breve possível as partes irão retomar as conversas. Não sei os detalhes. As expectativas das partes foram colocadas e ficaram de refletir e retornar brevemente sua decisão final".

Tite tem o costume de demorar para tomar decisões importantes. Costuma ouvir todas as colocações do interlocutor e depois leva-las para discutir com familiares e com sua equipe. Por isso, o adiamento de sua decisão é considerado normal no staff e não significa uma recusa.

O diretor da CBF, Douglas Lunardi, afirmou ainda que a lista com os 35 jogadores pré-convocados para os Jogos Olímpicos, além dos 12 da comissão técnica, será apresentada por Rogério Micale, treinador das categorias de base da seleção brasileira que vinha dirigindo o time.

A informação de pessoas próximas a Tite é de que é provável que ele não queira dirigir o time olímpico, o que significaria passar na frente de um treinador que já o está comandando.

5 motivos para a queda de Dunga

  •  

Após a saída de Dunga e do coordenador de seleções Gilmar Rinaldi, confirmada também nesta terça, Tite se tornou alvo preferencial da CBF. Ele deu treino normalmente no alvinegro paulista, no CT Joaquim Grava, e embarcou de São Paulo para a capital Fluminense de jato na sequência.

Tite na seleção se tornou quase unanimidade entre torcedores nos últimos anos. Após uma breve passagem pelo Al-Wahda, venceu seu primeiro Campeonato Brasileiro pelo Corinthians em 2011. No ano seguinte, se consagrou ao levar o alvinegro à inédita conquista de Libertadores e, na sequência, do Mundial de Clubes.

No fim de 2013 deixou o Parque São Jorge, e esperava o convite da seleção brasileira após a Copa de 2014. A CBF, entretanto, escolheu Dunga, em uma decisão que magoou o ex-corintiano. No ano passado, Tite voltou ao alvinegro, e mais uma vez teve sucesso, conquistando o Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos