Com dois gols no fim, França bate Albânia e lidera Grupo A da Euro

Do UOL, em São Paulo

Veja os gols de França 2 x 0 Albânia

A França por pouco não decepcionou sua torcida nesta quarta-feira (15) ao encarar a Albânia no Velodrome pela segunda rodada do Grupo A da Eurocopa. Pouco inspirada, a equipe anfitriã do torneio venceu por 2 a 0 e assumiu a liderança isolada da sua chave graças a gols de Griezmann e Payet nos últimos minutos do segundo tempo.

O resultado levou a França aos seis pontos, que a deixam com dois de vantagem na ponta do Grupo A, pois mais cedo a Suíça arrancou empate por 1 a 1 com a Romênia e foi a quatro pontos. A Albânia é a lanterna, com zero, e a Romênia a terceira, com um.

Quem brilhou: Com mais um gol, Payet é o melhor francês

Sem o status de Pogba ou os gols de Griezmann na última temporada europeia, o meia Dimitri Payet tem sido o destaque da França nesta Eurocopa, e não foi diferente nesta quarta-feira. O jogador do West Ham começou como principal armador do time e, embora tenha tido pouco sucesso na função, se movimentou bem pelo ataque, dando opção para seus colegas e, no finzinho, deixando seu segundo gol na competição aos 50 minutos da etapa complementar.

Quem foi mal: Giroud perde chances claras

Sem Benzema, sobrou para Giroud o papel de ser a referência do ataque francês nesta Eurocopa, mas até o momento o centroavante do Arsenal deixou a desejar contra os albaneses. O camisa 9 teve boas oportunidades de marcar e dar a vitória à França, mas pecou ao finalizar, em especial de cabeça. 

Zhang Fan/Xinhua
França teve dificuldades para criar boas chances de gol

O jogo da França: pouca criatividade

Com uma formação distinta à que iniciou a partida contra a Romênia, a França teve o domínio do confronto com os albaneses, porém foi inofensiva, chegando sem perigo ao ataque e não exigindo o goleiro Berisha no primeiro tempo. Com Pogba em campo depois do intervalo, os comandados de Deschamps passaram a chegar mais vezes à área rival, embora ainda tivessem dificuldades para finalizar na meta. As melhores oportunidades vieram de cruzamentos pela ala esquerda para a cabeça de Giroud, que falhou repetidas vezes na hora de definir, até ser substituído por Gignac. Foi na base dos lançamentos à área que veio o gol da vitória, com passe de Rami para a cabeça de Griezmann. No último minuto dos acréscimos, Payet recebeu na entrada da área, se livrou da marcação e definiu o marcador.

O desempenho da Albânia: azarão competente

Apesar de uma postura conservadora, a seleção da Albânia não foi covarde contra os franceses. A equipe treinada pelo italiano Gianni de Biasi esteve bem na marcação durante a etapa inicial e teve boas chances de marcar em lances de bola parada, um deles travado pela defesa adversária quando a bola ia na direção do gol. Aos 6min do segundo tempo, os albaneses tiveram a oportunidade de gol mais perigosa até então, acertando a trave de Lloris após um cruzamento da direita. Os albaneses se defenderam bem até o último minuto do tempo regulamentar, quando deixaram Griezmann sozinho dentro da área para marcar gol da vitória.

Ariel Schalit/AP
Pogba aquece antes de entrar contra a Albânia

Estrelas de castigo?

Talvez os maiores astros desta seleção francesa, Antoine Griezmann, atacante do Atlético de Madri, e o meia-atacante Paul Pogba, da Juventus, tomaram um chá de cadeira do técnico Didier Deschamps nesta quarta-feira. A dupla começou a partida no banco de reservas após iniciar o jogo contra a Romênia, vitória apertada por 2 a 1. Pogba foi colocado em campo depois do intervalo, no lugar de Martial, e logo melhorou o desempenho do time. Griezmann foi alteração seguinte, substituindo o jovem Coman, e salvou o dia para França, furando o bloqueio rival e marcando o primeiro - e tardio - gol da partida.

FICHA TÉCNICA

França 2 x 0 Albânia
Data: 15/6/2016
Local: Stade Velodrome, em Marselha (França)
Hora: 16h (de Brasília)
Gols: Griezmann, 45', e Payet, 50' do segundo tempo (França)

França: Lloris, Sagna, Koscielny, Rami e Evra; Kanté, Matuidi e Payet; Coman (Griezmann), Giroud (Gignac) e Martial (Pogba). Técnico: Didier Deschamps.

Albânia: Berisha, Hysaj, Arlind Ajeti (Veseli), Mavraj e Agolli; Abrashi, Kukeli (Xhaka) e Memushaj, Lenjani e Lila (Roshi); Sadiku. Técnico: Gianni De Biasi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos