Corinthians define substituto de Edu Gaspar, descarta Mano e busca sucessor

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Alessandro assume posto deixado por Edu Gaspar, que vai à seleção

    Alessandro assume posto deixado por Edu Gaspar, que vai à seleção

O coordenador técnico Alessandro, lateral direito do clube na conquista do Mundial de Clubes, é o novo gerente de futebol do Corinthians. Em entrevista coletiva para comunicar a ida de Tite para a seleção brasileira, o presidente corintiano Roberto de Andrade falou sobre as mudanças, entre elas, a busca de um novo treinador. 

Além de descartar a contratação de Mano Menezes, que tem duas passagens pelo Corinthians nos últimos anos e que está desempregado após ser demitido na China, Roberto disse que tem pressa para definir o sucessor de Tite. 

"Vamos começar a trabalhar já. Se puder, quero que no domingo tenha um treinador novo. Mas há empecilhos. Como não tem nome, vamos começar a fazer isso a partir de hoje", afirmou Roberto de Andrade, para em seguida descartar Mano. 

"Vamos buscar um acerto com um treinador por um período bem grande. O Mano Menezes não vem trabalhar aqui. Não quero. Não é o perfil que eu gosto. Ele tem uma história vitoriosa aqui, mas não está no perfil", complementou o presidente corintiano. 

A ideia do Corinthians é encontrar um treinador que se encaixe no sistema de trabalho do clube. Entre os requisitos, estão se adaptar a uma comissão técnica que, em parte, será mantida, e que esteja aberto a ficar abaixo da direção em uma hierarquia interna. Esses são dois trunfos de Tite para ter construído uma história vitoriosa no Parque São Jorge. 

Nas últimas horas, o Corinthians discutiu alguns nomes e gostou da possibilidade de contratar Eduardo Baptista, da Ponte Preta. Nessa linha de conhecer o perfil do clube, a comissão técnica e ser jovem, o ex-lateral Sylvinho também agrada bastante. Ele é auxiliar da Inter de Milão-ITA e ocupou o cargo ao lado de Tite e de Mano Menezes no Parque São Jorge. Edu Gaspar, que também acertou com a CBF, referendou essa escolha para a direção corintiana. Oswaldo de Oliveira, do Sport, também é bem visto por Roberto de Andrade, que praticamente descartou Abel Braga nos bastidores. 

Citado ao presidente, Fernando Diniz, atualmente no Oeste-SP (que disputa a segunda divisão do Brasileiro), recebeu elogios.

"Não tenho medo, ele é um trabalhador como outro qualquer. Se ninguém der chance para um treinador jovem, ele nunca vai ser um grande treinador", declarou Andrade, que posteriormente declarou estar em busca de "novidades" para o comando técnico da equipe.

Ainda sobre hipóteses, Roberto de Andrade negou que Fábio Carille possa ser mantido e não descartou nomes do exterior. "Acho difícil nesse momento (a efetivação de Carille)", salientou. "Contrataremos pela competência, não pela língua".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos