Cássio volta, pega pênalti e diz que Corinthians sente falta de treinador

Do UOL, em São Paulo

O goleiro Cássio atuou durante o segundo tempo de Fluminense 1 x 0 Corinthians por conta da lesão de Walter. Foi a primeira oportunidade desde a eliminação na Copa Libertadores e a perda da titularidade. Ele se esforçou, mas não evitou a derrota corintiana nesta quinta-feira em Brasília. 

Cássio chegou a defender um pênalti cobrado por Cícero, que foi mais rápido no rebote e colocou para as redes. Já no fim da partida, foi para a área como centroavante, e ajudou na busca por um empate por meio das bolas aéreas. 

"Foi difícil. Estávamos perdendo e com um a menos, contra um time bem organizado do Fluminense. Tentei pegar, mas houve o rebote. O time lutou, correu, foi até o final, mas não deu. Domingo tem jogo (com o Botafogo) e sempre buscamos a vitória, mas Brasileiro é assim. Vamos buscar cada vitória até o fim do campeonato", disse Cássio ao Premiere FC.

O goleiro fez elogios ao treinador Tite, agora na seleção brasileira, e não ficou em cima do muro sobre a presença do auxiliar Fábio Carille como interino. 

"É inevitável sentir a falta dele por a gente não ter um técnico. O Fábio fez tudo para acertar, mas teve duas lesões (Walter e Elias) para complicar. Tite nos ajudou muito, fez muito por nós, mas agora não faz mais parte. É uma nova etapa. Com um treinador no banco, poderia ser diferente, e vamos ver se na próxima semana chega um treinador e com a tática dele muda as coisas", afirmou. 

"Ficamos muito felizes pelo trabalho que o Tite fez. Às vezes, ele dá um conselho que você não aceita muito, fica chateado, mas depois entende. Temos é claro um carinho, ganhamos títulos com ele e respeitams muito. Desejo muita sorte a ele", complementou Cássio. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos