Pelé acha injusta saída de Dunga, mas vê seleção em boas mãos com Tite

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos

  • Paulo Whitaker/Reuters

    Pelé durante evento em Santos: apoio a Dunga

    Pelé durante evento em Santos: apoio a Dunga

Presente em uma homenagem organizada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta quinta-feira, o ex-jogador Pelé disse que considerou injusta a demissão de Dunga da seleção brasileira após a eliminação na primeira fase da Copa América Centenário. Porém, ele acredita que com Tite o time estará em boas mãos.

"Não sei porque ele aceitou, mas o Tite é um excelente técnico. A seleção está em boas mãos. Achei injusta a saída do Dunga. Ele não teve culpa", disse.

Na avaliação de Pelé, Dunga deveria ter continuado no comando da seleção porque teve pouco para treinar. Ele vê exageros nas críticas ao técnico que assumiu o comando em 2014 e acumulou fracassos em duas Copas Américas, além de deixar o Brasil na sexta colocação nas Eliminatórias.

"O Dunga não tem nada a ver com a situação da seleção, pois ele não teve tempo de treinar", disse Pelé, "Não concordo com as críticas em relação ao Dunga. Toda competição mudava o time. O Dunga não teve culpa nenhuma", completou.

Sem se estender muito em relação a Tite, Pelé disse que não entendeu o sim do treinador, mas não explicou o que poderia levar o corintiano a recusar o convite. "Eu não sei exatamente porque ele aceitou. Ele é capaz. Para a seleção brasileira ele é muito bom".

Apesar de ainda não ser anunciado oficialmente pela CBF, Tite já se desligou do Corinthians e apenas depende da formalização do contrato para iniciar seu trabalho na seleção. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos