Que tipo de jogador Tite gosta e quem pode se animar com ele na seleção

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Edilson Dantas/Folhapress

    Tite deixou o Corinthians para comandar a seleção brasileira

    Tite deixou o Corinthians para comandar a seleção brasileira

Tite deixou o Corinthians nesta quarta-feira para comandar a seleção após a saída de Dunga. O atual campeão brasileiro assume o cargo na maior crise da história do time canarinho, enfraquecida após fiascos (e vexames) nas três últimas competições oficiais.

O ex-treinador corintiano terá de enfrentar alguns desafios, principalmente a curto prazo. O primeiro é formar uma equipe competitiva para jogar contra o Equador fora de casa, no dia 2 de setembro. Nesse cenário, alguns jogadores podem voltar à seleção e até mesmo ganhar a primeira chance na seleção.

Tite, nos últimos anos de êxito no Corinthians, dá mostras que valoriza alguns estilos de jogo, todos ligados à compactação da equipe, à marcação e saída rápida para o ataque.

Um jogador, por exemplo, ganhou um elogio de Tite no último domingo, antes mesmo da derrota do Brasil para o Peru na Copa América. Depois do revés corintiano para o Palmeiras, o treinador disse que Gabriel Jesus já era uma realidade. 

Segundo o jornalista e blogueiro do UOL Esporte, Paulo Vinícius Coelho, o PVC,  outro aspecto será importante nesse começo de trabalho à frente da seleção: o resgate de alguns jogadores que se distanciaram da equipe dirigida por Dunga.

"Tite tem uma missão: recuperar os jogadores que foram rifados por Dunga. Falar com esses jogadores sem compromisso de convocá-los, mas garantir que o ambiente vai ser melhor", disse PVC, que citou Thiago Silva, David Luiz, Oscar e Marcelo.
 
Homens de confiança
Desta última passagem pelo Corinthians, o lateral Fagner e o zagueiro Felipe são os nomes em mais alta cotação com o treinador Tite. É muito possível que façam parte dos planos iniciais para a seleção brasileira. Já em relação ao time campeão da Série A 2015, tudo dependerá da abordagem da comissão técnica em relação aos atletas que atuam na China. Tite é profundo admirador do zagueiro Gil e do meia Renato Augusto, além de Paulinho, protagonista no título da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes 2012. 

Laterais que sabem marcar
Na ideia fixa que Tite possui sobre futebol, laterais precisam marcar de maneira disciplinada. O conceito apresenta um desafio para Marcelo, candidato a voltar para a seleção com a saída de Dunga, mas com problemas defensivos. Esse não é, porém, um obstáculo definitivo. Jogadores como Fagner e Uendel, entre outros corintianos mais antigos, aprimoraram o fundamento com o treinador no Corinthians. 
 
Um pupilo na Ucrânia e outro no Palmeiras
Dois jogadores que Dunga não chamou podem fazer parte dos planos de Tite a curto e médio prazo. O atacante Taison, do Shakhtar e lançado por ele no Internacional, é alvo de constantes elogios do treinador. Várias foram as ocasiões em que ele tentou repatriar o atleta para o Corinthians. Já o palmeirense Gabriel Jesus foi descrito no último domingo como "excelente jogador" e recebeu referências públicas importantes de Tite. 
 
Zagueiros rápidos e que saibam jogar
Na atual ideia de jogo de Tite, a adoção de zagueiros altos, com velocidade, saída qualificada e boa técnica é um princípio. Por isso, é de se esperar que Thiago Silva possa retornar para a seleção brasileira, a exemplo de David Luiz. Essa ideia, como dito, também reforça o status de Felipe perante o treinador. Fica a dúvida em relação a Marquinhos, que no Corinthians foi considerado muito baixo para a posição. 
 
Um novo papel para Neymar?
Por um lado, Tite gosta bastante da ideia de ter um centroavante de origem. Por outro, exige dos jogadores de beirada que se dediquem muito defensivamente. Assim, é de se imaginar que Willian e Douglas Costa sejam prestigiados no início de trabalho, mas fica a dúvida em relação a Neymar. Sem a mesma facilidade dos demais para recompor, pode se tornar um atacante mais avançado com liberdade de movimentação, o que Tite não costuma de nomear como 'falso nove'. Outro que pode se encaixar na proposta é Lucas, do PSG. 
 
Vida difícil para os mais jovens
Conservador em relação aos atletas das divisões de base no Corinthians, Tite certamente planejará uma equipe experiente para recuperar a confiança da seleção brasileira em seu início de trabalho. O curioso é que dará início ao trabalho, justamente, após os Jogos Olímpicos. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos