Jogador da Islândia defende CR7 e diz que ele não se negou a trocar camisas

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Kai Pfaffenbach

O jogador da seleção da Islândia Aaron Gunnarsson desmentiu a polêmica criada pelo jornal alemão "Bild" envolvendo Cristiano Ronaldo. A publicação afirmou que o português tinha se recusado a trocar camisas com o rival depois do duelo na Eurocopa e teria dito "minha camisa? Quem é você?"

"É verdade que pedi a camisa (para o Cristiano Ronaldo), mas não me perguntou quem eu era. Disse que não tinha problema, mas que trocaria dentro (do vestiário)", minimizou Gunnarsson, em declarações publicadas pela Agência EFE.

"Já estou cansado dessa história, quero me concentrar no próximo jogo, isso é passado e não tenho mais nada a dizer", completou.

Depois do empate em 1 a 1 pela primeira rodada da fase de grupos, Cristiano Ronaldo deixou o gramado muito irritado e evitou cumprimentar os jogadores islandeses, se dirigindo direto para o vestiário.

O português ainda criticou o fato de os jogadores adversários terem comemorado o empate. "A Islândia só defendeu, defendeu e deu chutão. Na minha opinião, eles têm mentalidade pequena. É por isso que não vão fazer nada (na Eurocopa)".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos