Com equipamentos usados pela Nasa, Vasco põe centro de saúde para funcionar

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação

    Caprres foi construído no estacionamento de São Januário e tem 600 metros quadrados

    Caprres foi construído no estacionamento de São Januário e tem 600 metros quadrados

O conceito ganhou forma e já se transformou em espaço físico no Vasco. Chamado de Caprres (Centro Avançado de Preparação, Recuperação e Rendimento Esportivo), o centro de saúde de 600 metros quadrados do clube já funciona e promete ser o mais avançado do país.

Com equipamentos utilizados pela Nasa e por Cristiano Ronaldo, o Cruzmaltino tem como meta o selo "lesão zero" a partir de tal projeto.

Embora já esteja de pé e com os jogadores utilizando o local, o espaço ainda aguarda mais um equipamento para realizar a inauguração oficial, que terá toda a pompa em virtude do projeto ser um dos xodós do presidente Eurico Miranda.

Financiado em parceria com uma multinacional do ramo de bebidas, o Caprres pretende não só dar assistência aos atletas do profissional e da base como os de fora do clube.

Como muitos dos equipamentos já estavam em São Januário antes da realização da obra, o projeto já recebeu atletas como Leandrinho, do time de basquete Golden State Warriors (EUA), ,a dupla de vôlei de praia campeã mundial Ágatha e Bárbara, além de jogadores de outros clubes que atuam na Europa.

Na última semana, o volante Souza, revelado pelo Vasco, que atua no Fenerbahçe (TUR), e que já atuou por São Paulo e Grêmio, esteve no espaço e realizou trabalhos físicos. Ele realizará um cronograma de atividades até o fim de suas férias no Brasil.

O Caprres tem como conceito unificar preparação física, fisiologia, fisioterapia, medicina e psicologia.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos