Cristóvão minimiza críticas e admite dificuldade para remontar Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

O treinador Cristóvão Borges foi apresentado pela diretoria do Corinthians na tarde desta segunda-feira (20). Após conhecer o elenco do novo clube no último final de semana, quando o clube enfrentou o Botafogo, ele assumiu o posto definitivamente. A estreia será na quarta-feira (22), contra o Atlético-MG, no Mineirão. 

O treinador foi apresentado por Eduardo Ferreira, diretor de futebol do Corinthians, que também apresentou o ex-jogador Alessandro como novo gerente de futebol, cargo que pertencia a Edu Gaspar. Em sua primeira declaração como novo treinador alvinegro, Cristóvão celebrou o desafio. Ele ganhou uma camisa com o número 8 e seu nome às costas - o sucessor de Tite defendeu a equipe entre 1986 e 1987 como meia direita. 

"Quando não estamos trabalhando e existe a possibilidade de alguma mudança em qualquer clube, a gente nutre esperança, porque é uma possibilidade. Não vou dizer que estava esperando o Corinthians, mas a gente sempre pensa em qualquer um. Aconteceu, fico muito contente, me sinto privilegiado por ter sido escolhido, e estou muito motivado para o trabalho", explicou o treinador.

Ainda de acordo com o novo comandante, o processo de remontagem do elenco irá exigir certo tempo, assim como foi no início da temporada passada, ainda sob o comando do técnico Tite. Para Borges, esse processo acontecerá de forma natural, uma vez que a herança deixada por Tite foi considerada positiva.

"Todos nós passamos dificuldades, porque a remontagem de um time requer tempo, e no futebol, tempo é para ontem, é algo que nunca tem. Mesmo no começo, ele tinha dificuldades, porque tem que achar as peças para remontar o time. O time que todos nós aplaudimos ano passado, o atual campeão, no primeiro semestre do ano passou pela mesma dificuldade. Foi difícil, um time que alternou boas performances, é tudo um processo natural", salientou Borges.

Sereno, o treinador minimizou as críticas feitas após o surgimento de seu nome como possível candidato ao posto deixado por Tite. Dentre as listas de substitutos, o nome do técnico não era um dos cotados. 

"Tem algumas abordagens que estou acostumado, porque se repetem, mas sem problema. Acho que tem a ver com a expectativa. Eu não fazia parte de lista nenhuma. Sempre especula-se bastante, tem uma lista com muitos nomes, eu não constava em nenhuma. Talvez a surpresa fez com que isso aumentasse. Isso não me atrapalha, me sinto privilegiado, já conheço o clube, já passei como jogador. Chegar como treinador e ver tudo isso é uma honra, um prazer, chego motivado e confiante", revelou o treinador. 

Confira o que mais declarou Cristóvão Borges em sua apresentação:

NÃO VAI MUDAR O TIME
Você vê como é o processo. O time foi vitorioso no 4-1-4-1, e na remontagem da equipe, esse ano, com as contratações que fez, foi para repetir. E não funcionou do jeito que ele queria. Tudo tem um tempo, o processo requer tempo e tem que trabalhar. Ele mudou. O Corinthians tem jogado desse jeito. Vou ter os próximos jogos quase sem tempo nenhum para treinar. Mesmo que tivesse, não mudaria muito. Mesmo se tivesse, não faria. Se precisar, vou mudar aos poucos. O futuro vai dizer se esse é o caminho.

MAIOR DESAFIO DA CARREIRA
É o maior desafio, sem maior dúvida. Me move, mexe comigo, me motiva. Olho o projeto e cuido da minha carreira para crescer. Estou dando mais um salto com uma responsabilidade muito grande e um trabalho que não vai ser fácil. Naturalmente, já não é fácil, e com tudo isso mais ainda. Estou em um time bom, time grande e forte. É mais uma oportunidade e vou fazer de tudo para aproveitar e dar certo.

O SEGREDO DO CORINTHIANS É AMBIENTE
O Corinthians não é o mesmo em que joguei, mas as ideias são muito interessantes. As coisas que me motivaram, conversando com toda direção, comissão, é a maneira como vivem, como lidam e as preocupações que têm em criar um ambiente saudável. Toda a preocupação com as relações humanas e isso achei bastante interessante. A gente vê o time ganhar muito, ser campeão, mas a maioria dos clubes tem capacidade de investimento para fazer grandes times. Quando eles se encontram, alguém tem fazer a diferença, e o Corinthians tem aspectos para fazer. Me senti em casa, fiquei aqui observando, vi o convívio. A minha apresentação a eles foi uma coisa diferente também. Foi bacana de ver, me deu gás, estou animado.

TITE ERA UM PAI DO ELENCO
Vai depender muito da substituição do pai. É comigo. Depende do meu comportamento, se eu for bem, agradar a eles, e isso acredito muito. Em times em que trabalhei, de muita cobrança, times que a exigência é muito grande, nunca tive problema. Principalmente no trato com os jogadores, em lidar com o grupo. Eu nunca tive dificuldades. Além de estudar para ser treinador, a parte de experiência de vida, prática, ajuda bastante. Isso tem me ajudado e contribuído muito na minha carreira.

CONTATO COM TITE
Não deu tempo para muita coisa. Ele sempre tem algo a dizer, sempre diz coisas muito boas. Só desejou coisas boas e não seria nenhuma surpresa do Tite. Somos amigos, em encontros que tivemos sempre falamos. Até ontem, ele estava brincando e se lembrou que tinha tirado a Libertadores de mim em jogo com Vasco e que agora me entregava. Bacana. Me desejando muita sorte e vindo dele com aquela energia. 

CHEGA AO CLUBE SEM COMISSÃO, SÓ COM AUXILIAR
Até por isso o Corinthians ficou um clube sólido. Eles fazem bem esse trabalho. Em outras saídas de treinadores, eu cheguei com meu auxiliar, mas como é a minha maneira de eu trabalhar, e em outros clubes também, isso foi da mesma forma. Não tive dificuldade, já estou à vontade, já estamos entrosados. Fui para o campo, já tínhamos conversado com a direção, com comissão e tudo que estávamos precisando temos aqui, tem todas as ferramentas. Com o futebol, a gente resolve agora todas as coisas no campo.

IDEIA DE JOGO
Todo treinador vai falar da busca pelo equilíbrio, de ser eficiente em todos os setores. Eu gosto do jogo bem jogado, de ter controle de jogo, de toque de bola. Gostei muito de boa parte do jogo que conseguimos fazer com Botafogo. Organização, boa parte ofensiva, jogar de forma compacta, que saiba se defender bem. São esses princípios que sigo.

FALTA DE TÍTULOS PESA?
Só se eu não for campeão. Eu vim ser campeão. Todos esses campeões durante uma parte tiveram que conquistar o primeiro. Venho buscando isso, isso não tem me atrapalhado. Se cheguei aqui sem título, devo ter coisas interessantes, porque é uma responsabilidade muito grande. Com tudo que existe aqui, com o que Corinthians oferece de ferramentas, de profissionais, com respaldo de trabalho, é uma grande chance.

TORCIDA CORINTIANA
Ultimamente temos nos visto contra e agora voltamos a ficar do mesmo lado. Só quero que continuem fazendo mesma coisa, jogando junto com o time. É fácil, porque jogam junto e a gente impõe aos adversários. Todos falam do nosso time e comentam da torcida porque faz diferença. Essa pesa, essa joga junto e quero que continuem assim fazendo o que fizeram na história do clube, porque tem significado.

PATO E REFORÇOS
Em relação ao Pato não conversamos ainda, tive pouco tempo para muita coisa a fazer. Ainda não tivemos tempo de conversar, mas existe uma avaliação do grupo que está. Vamos conversar mais, mas provavelmente vamos precisar aumentar o grupo por causa da exigência da temporada, estamos no meio dela e sempre acontece de jogadores se lesionarem, de haver suspensão e tudo isso faz com que precise ter peças de reposição à altura. Haverá a necessidade, daqui a pouco teremos outra competição simultânea (Copa do Brasil) e temos que estar preparados.

ESTUDOS
Sempre fiz. Todo período em que não estou trabalhando, sempre faço. Não cogitei ir pra fora do país, mas tenho um grupo de trabalho que me acompanha e, quando não estamos fazemos reuniões para estudarmos, acompanhamos todo o futebol no mundo e discutimos bastante, estamos pesquisando bastante em prol do que entendemos e gostamos de ver nossa equipe fazer. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos