Fla resolve drama da zaga com 3 reforços e foco muda para Guerrero e Sheik

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Montagem com fotos de Gilvan de Souza/ Flamengo e Agustine Marcarian/Reuters

    Réver, Donatti e Rafael Vaz foram os zagueiros contratados pelo Flamengo

    Réver, Donatti e Rafael Vaz foram os zagueiros contratados pelo Flamengo

O Flamengo avalia que o "drama defensivo", responsável por atormentar os torcedores, está teoricamente resolvido com as contratações de Réver, Rafael Vaz e Alejandro Donatti. O último ainda finaliza a transferência para ser anunciado, mas em breve deve estar à disposição da comissão técnica. Os três reforços se somam ao veterano Juan e ao jovem Léo Duarte.

Para a direção, o Rubro-negro possui agora uma zaga titular e reservas de primeiro nível. Embora ainda não tenha sido apresentado e nem sequer treinado com o elenco, Donatti sempre foi visto como titular. No início da temporada, quando os cariocas manifestaram o interesse pela primeira vez, a ideia era a de que o argentino formasse dupla com Juan.

A situação mudou de figura por conta das chegadas de Réver e Rafael Vaz, mas um dos destaques recentes do Rosario Central-ARG segue favorito para ocupar a titularidade, enquanto os demais devem brigar pela vaga restante. A princípio, a tendência é a de que Vaz seja reserva.

A contratação dos três zagueiros em sequência tem uma justificativa. A chegada de Donatti, por exemplo, faz parte de um planejamento para a próxima temporada. O veterano Juan dificilmente emplacará mais um ano e o Flamengo trabalhou para não ficar defasado no setor.

Corresponder ao investimento nos bastidores é a missão dos zagueiros para tirar de vez da defesa o foco de maior crítica no elenco. A diretoria também se concentra em outros setores e se preocupa com a possibilidade de perder jogadores importantes.

Paolo Guerrero e Emerson Sheik são acompanhados de perto pelo departamento de futebol. O peruano está na mira do futebol chinês e o brasileiro convive com o interesse de clubes do Japão, do Qatar e dos Emirados Árabes. Caso um deles deixe o Flamengo, o setor ofensivo será obrigatoriamente reposto.

Independentemente disso, as chegadas de um atacante - Hernane Brocador é um nome que agrada - e de um jogador com poder de articulação no meio de campo são analisadas. Em tese, o problema maior foi resolvido. O Flamengo aguarda a sequência do Campeonato Brasileiro para comprovar o fim do "drama defensivo" e oportunidades no mercado para também se reforçar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos