Técnico argentino sai em defesa de Messi após declaração de Maradona

Do UOL, em São Paulo

  • USA Today Sports

Campeão mundial com a Argentina em 1978, o técnico César Luis Menotti saiu em defesa de Lionel Messi depois de Diego Armando Maradona dizer que faltava liderança ao atual camisa 10 da seleção. Em entrevista ao jornal espanhol Marca, Menotti tentou explicar a frase de Maradona e disse que não se pode cobrar mais de Messi.

"Diego queria dizer que ele não era tão líder diante do grupo, um líder de gritar, de dar suporte, coisas que Diego fazia. Mas a cultura é diferente. Messi estreou jogando com Iniesta e Ronaldinho. Não pode ser igual a Maradona nisso", disse em entrevista ao jornal espanhol Marca.  

"Eu digo que, futebolisticamente, sua personalidade é muito forte. Dá passe para gols, marca de falta e de todo o tipo. Que c... querem com ele? É o melhor dos últimos anos, só comparável a Pelé, Maradona ou Cruyff", completou.

Após dizer que Messi não tinha personalidade para ser líder, o próprio Maradona recuou e disse que não era possível obrigá-lo a desempenhar esse papel. Menotti acredita que o jogador do Barcelona desempenha a liderança de uma outra forma.

"Leo foi criado em Barcelona, rodeado de grandes estrelas. Não tem o DNA do Maradona, que surgiu em uma equipe pequena como o Argentinos (Juniors), com tudo que isso implica. Leo não é um líder neste sentido, de nascer lutando desde baixo, Mas, para mim, Messi tem uma personalidade avassaladora, excepcional, é um grande futebolista", disse.

Destaque da seleção argentina na Copa América, Messi tentará levar o país neste domingo ao primeiro título no torneio desde a edição de 1993. O adversário será o Chile, em Nova Jersey, às 21h (de Brasília).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos