Alemanha bate Eslováquia com facilidade e vai às quartas da Euro

Do UOL, em São Paulo

 

A Alemanha protagonizou neste domingo (26) a primeira vitória fácil das oitavas de final da Eurocopa. No Stade Pierre-Mauroy, em Lille, os comandados de Joachim Löw dominaram a Eslováquia do começo ao fim e se classificaram às quartas com vitória por 3 a 0, gols de Boateng (seu primeiro pela seleção), Mario Gomez e Draxler.

O próximo adversário dos alemães sairá do duelo entre Itália e Espanha, a ser realizado às 13h (de Brasília) da próxima segunda-feira (26).

Quem brilhou: Draxler mostra habilidade e quebra defesa rival

O meia Julian Draxler tem uma característica incomum em jogadores europeus: um bom repertório de dribles e jogo de cintura para fintar marcadores adversários. Foi assim contra os eslovacos, incapazes de pará-lo no um contra um. O habilidoso jogador do Wolfsburg quebrou com a marcação rival ao levar vantagens em duelos particulares que desequilibraram a defesa e abriram espaços para seus colegas de time se apresentarem para receber passes em condições de finalização. Mario Gomez aproveitou isso para fazer o segundo gol do jogo. Ele ainda deixou o seu, com um bonito voleio dentro da pequena área eslovaca no segundo tempo que ratificou a vitóra alemã. Ele deixou o campo aplaudido para a entrada de Podolski aos 27min.

Frank Augstein/AP

O jogo da Alemanha: campeões mundiais dominam desde o início

Com mudanças na escalação em relação ao último jogo da fase de grupos, a Alemanha mostrou um futebol envolvente desde o início do duelo com os eslovacos, ficando a maior parte do tempo rondando a área adversária até uma oportunidade de finalização. Só no primeiro tempo foram 14, sendo que apenas duas delas foram para as redes: Boateng pegou a sobra de um cruzamento na entrada da área e acertou uma bomba de primeira para abrir o placar aos 7min e Mario Gomez completou grande jogada de Draxler aos 42min para ampliar. A Alemanha tirou o pé na etapa complementar, mas mesmo assim ampliou a vantagem com Draxler aos 18min.

Philippe Huguen/AFP

O desempenho da Eslováquia: tímida e vulnerável

Depois de apresentar bom futebol na primeira fase desta Eurocopa, a Eslováquia foi conservadora contra os atuais campeões do mundo, com uma estratégia defensiva que não deu certo. A Alemanha controlou as ações da partida, dando apenas uma brecha para os eslovacos no primeiro tempo, uma cabeçada defendida por Neuer. Kozacik chegou até a defender um pênalti batido por Özil na etapa inicial, que terminou em 2 a 0 para os alemães. Os eslovacos cresceram no segundo tempo, porém continuaram piores que a Alemanha - embora ela já tivesse diminuído o ritmo.

Joachim Löw vê time envolvente pela primeira vez

A Alemanha ainda não havia encantado nesta edição da Eurocopa, mas finalmente o fez neste domingo, especialmente no primeiro tempo. O técnico Joachim Löw merece crédito pelo desempenho e parece ter encontrado o time ideal para a sequência da competição, com Draxler e Mario Gomez de titulares. Özil e Müller foram mais discretos que seus colegas, mas devem seguir no time pela regularidade apresentada há anos como membros do onze inicial alemão.

FICHA TÉCNICA

Alemanha 3 x 0 Eslováquia

Data: 26/6/2016
Local: Stade Pierre-Mauroy, em Lille
Hora: 13h (de Brasília)
Gols: Boateng e Mario Gomez, 7' e 42' do primeiro tempo, Draxler, 18' do segundo tempo (Alemanha)

Alemanha: Neuer, Kimmich, Boateng (Howëdes), Humels e Hector; Kroos, Khedira (Schweinsteiger), Müller, Özil e Draxler (Podolski); Mario Gomez. Técnico: Joachim Löw.

Eslováquia: Kozacik; Pekarik, Skrtel, Durika, Gyomber (Salata); Skriniar, Hrobowski e Hamsik; Kucka e Weiss (Gregus); Duris (Sestak). Técnico: Jan Kozak.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos