Presidente do Corinthians diz ter aprendido lição e que Pato só sai pagando

Do UOL, em São Paulo

  • Adriano Vizoni/Folhapress

A novela envolvendo Alexandre Pato fez com que o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, aprendesse uma lição. De acordo com o mandatário, jogador que não deu certo no clube, não tem que ser emprestado: "se vende ou dá de graça. Não empresta porque não dá certo".

A afirmação foi feita durante a participação no "Boa Noite, FOX", nesta segunda-feira (27). Sobre o jogador, que enfrentou problemas em sua passagem no Corinthians, Roberto de Andrade afirmou que Pato se apresentará na próxima sexta-feira e que a liberação para outro clube só acontecerá caso haja um pagamento.

"Ele pode assinar com outro clube, mas para eu fazer essa liberação rápida, tem que haver algum acerto de valores. Caso contrário, o Pato fica no Corinthians até o fim de contrato".

Pato chegou ao Corinthians no início de 2013. Em sua passagem, no entanto, ficou marcado pela "cavadinha" dada na decisão de pênaltis contra o Grêmio, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Na ocasião, Dida pegou com facilidade a cobrança e o Corinthians foi eliminado. Desde então, o clima com a torcida só piorou.

A primeira passagem de Pato foi sob o comando de Tite, com que Roberto afirma que nem sequer existia chance de conversa sobre um retorno do atacante. Agora com Cristóvão, a situação pode mudar.

"O treinador hoje é outro. Caso ele volte para o Corinthians, o treinador vai conversar com ele. Vamos aguardar para ver o que vai acontecer. Se ele é jogador do Corinthians, eu vou pagar salário, por que não (jogar até o final do ano)?".

Depois de sua primeira passagem, Pato foi emprestado ao São Paulo, em uma negociação que resultou na ida em definitivo de Jadson ao Corinthians. No início deste ano, o atacante foi novamente emprestado, dessa vez para o Chelsea.

"O Chelsea foi a única opção que tivemos, que ele aceitou. Era um empréstimo com valores econômicos fixados, que o Chelsea poderia ficar com ele. Se pudesse, teria vendido para a China", admitiu.

Centroavante é prioridade

Apesar de ter o quarto melhor ataque do Campeonato Brasileiro, o Corinthians sofre com seus centroavantes. André e Luciano não conseguiram se firmar e Roberto de Andrade admitiu que o clube procura um jogador para a posição.

"A prioridade máxima é um (camisa) 9. Todas as necessidades que o Tite tinha no elenco, são as mesmas com Cristóvão. Precisamos de um lateral-direito, porque só temos o Fagner, e de um zagueiro. Mas o que precisamos para ontem é um 9". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos