Capotou o carro e saiu em baixa do Cruzeiro. Hoje, atacante vale R$ 20 mi

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Antunes/Facebook Estoril SAD

    Leo Bonatini foi destaque do Estoril, clube da Traffic, em última temporada portuguesa

    Leo Bonatini foi destaque do Estoril, clube da Traffic, em última temporada portuguesa

Autor de 20 gols na última temporada do futebol português, o jovem centroavante Léo Bonatini se transformou em vedete da Traffic na janela de transferências do mercado da bola. A expectativa, baseado em movimentações de clubes europeus, é de arrecadar 5 milhões de euros (aproximadamente R$ 20 milhões) com a venda dele. 

Formado no Cruzeiro, o atacante de 22 anos defende atualmente o Estoril, clube empresa da Traffic. Foi com a camisa amarela da equipe portuguesa que deixou para trás um passado de problemas.

Em dezembro de 2014, Bonatini tentou fugir de uma blitz da Polícia Militar em Belo Horizonte, capotou o carro em alta velocidade e acabou detido porque havia consumido bebida alcoólica. Pouco depois, o Cruzeiro emprestou o jogador ao Estoril. Após seis meses, ele acabou comprado em definitivo por R$ 1 milhão e virou um dos destaques do Campeonato Português. 

Recentemente, o Sporting-POR apresentou oferta de 3,5 milhões de euros (R$ 14 milhões) para comprar Leo Bonatini em definitivo, mas a Traffic recusou a investida. Fontes ligadas à empresa asseguram que um clube do Catar também estava disposto a pagar quantia semelhante pelo brasileiro, mas a ideia é realizar uma transferência com outro clube europeu. 

No projeto de mercado desenhado para Leonardo, a Traffic pretende não apenas uma venda por aproximadamente 5 milhões de euros, mas também a manutenção de cerca de 20% de direitos econômicos para arrecadar com uma transferência futura. A cláusula de rescisão de Bonatini é 7 milhão de euros e todo o montante da venda ficará nos cofres da empresa. 

Criado no Cruzeiro, Bonatini saiu para a Juventus-ITA com 18 anos, mas não se estabeleceu por lá. De volta ao clube, foi emprestado ao Goiás, mas não deslanchou até a experiência pelo Estoril. 

Dono da Traffic é reu confesso nos EUA 

José Hawilla, de 71 anos, dono da Traffic Group, confessou culpa por extorsão, fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e obstrução da justiça diante da Justiça americana. Em troca, a confissão dele permitiu a prisão de José Maria Marin, ex-presidente da CBF, além de outros dirigentes esportivos. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos